últimas notícias
China prende mais de 80 suspeitos de vender vacinas falsas; autoridades também apreenderam 3 mil doses do falso antígeno
China prende mais de 80 suspeitos de vender vacinas falsas; autoridades também apreenderam 3 mil doses do falso antígeno
Foto: NikiLitov

Ministério da Economia zera imposto de importação de agulha e seringa

Medida foi anunciada nesta quarta-feira e vale até junho deste ano; anteriormente, a alíquota para importação desses produtos era de 16%

O Ministério da Economia zerou o imposto de importação de agulhas e seringas para uso na vacinação contra a Covid-19. A medida, que torna a compra desses produtos mais barata, foi anunciada nesta quarta-feira (6)

Segundo o ministério, a alíquota para importação desses produtos era de 16%. A redução a zero vale até junho deste ano.

Agora, as seringas e agulhas integram a lista de produtos com reduções tarifárias temporárias com o objetivo de facilitar o combate à pandemia.

A decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) ocorre durante as dificuldades para a aquisição desses produtos.

Sobretaxa

Ainda nesta quarta-feira, o governo informou que suspendeu a sobretaxa existente devido à uma prática desleal de comércio exterior. A medida vigorava contra as importações brasileiras de seringas descartáveis originárias da China.

Tanto no caso da redução do imposto, quanto da sobretaxa de insumos vindos da China, as decisões valerão até o dia 30 de junho de 2021, disse o Ministério da Economia.

Comentários

Tops da Gazeta