últimas notícias
Deputado federal Daniel Silveira foi preso em fevereiro
Deputado federal Daniel Silveira foi preso em fevereiro
Foto: Betinho Casas Novas/Futura Press/Folhapress

PSL quer expulsar Daniel Silveira, preso após ataques ao STF

Luciano Bivar, presidente do PSL, diz repudiar os ataques a ministros do STF e anuncia que a legenda está tomando medidas para expulsão do parlamentar

A executiva nacional do PSL anunciou que pretende expulsar o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) do partido. Em nota, a legenda informou que “está tomando todas as medidas jurídicas cabíveis para o afastamento definitivo” do parlamentar.

Assinado pelo presidente do PSL, Luciano Bivar, o texto diz repudiar com veemência os ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal.

Leia mais:

“Os ataques, especialmente da maneira como foram feitos, são inaceitáveis. Esta atitude não pode e jamais será confundida com liberdade de expressão, uma conquista tão duramente obtida pelos brasileiros e que deve estar no cerne de todo o debate nacional”, afirma um trecho da nota.

Silveira já cumpria suspensão no partido por contrariar decisões da legenda.

A prisão
O ministro Alexandre de Moraes, do STF, ordenou na terça-feira (16) a prisão em flagrante do deputado Daniel Silveira, após o parlamentar ter divulgado um vídeo em que, segundo a própria decisão, “ataca frontalmente” os ministros da Corte.

Em um vídeo de cerca de 20 minutos divulgado na segunda (15), Silveira faz apologia ao AI-5, instrumento de repressão mais duro da ditadura militar, e defende a destituição de ministros do STF, o que é inconstitucional.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta