X

Caso Marielle Franco

Acusado de matar Marielle Franco é expulso da Polícia Militar do Rio

Sargento reformado Ronnie Lessa está preso desde março de 2019

Agência Brasil

Publicado em 09/02/2023 às 14:14

Atualizado em 09/02/2023 às 14:16

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Ronnie Lessa é acusado de matar a vereadora Marielle Franco / Reprodução/Redes Sociais

O sargento reformado da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, foi expulso da corporação.

Segundo a assessoria de imprensa da PM fluminense, ele foi “excluído” da corporação na última quarta-feira (8).

Ronnie Lessa e outro acusado dos homicídios, o ex-policial militar Élcio Queiroz, estão presos desde março de 2019. Eles respondem por duplo homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima) e pela tentativa de homicídio contra uma assessora de Marielle, que sobreviveu.

Além do processo relativo ao homicídio, Lessa já teve prisão preventiva decretada por lavagem de dinheiro e foi condenado em processos por tráfico internacional de armas e por ocultação das armas usadas no assassinato de Marielle e Anderson.

A vereadora e o motorista foram mortos a tiros em 14 de março de 2018, na região central da cidade, quando voltava para sua casa.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PRESOS EM FLAGRANTE

Polícia prende dupla que tentava instalar 'chupa cabra' em caixa eletrônico da Grande SP

De acordo com a Polícia Civil, dispositivo estava conectado a uma central interligada ao equipamento

Segurança

Marcha para Jesus: PM de São Paulo reforça segurança

A caminhada terá início na Estação Luz do Metrô, às 10h; Durante o evento, policiais à paisana estarão em meio à multidão

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter