X

Brasil

Bloquinhos de rua são brincadeira saudável para crianças no carnaval

Além da alegria, os bloquinhos infantis trazem de volta o chiste (gracejo, dito espirituoso), "que parece que o brasileiro perdeu um pouco, ou não está usando muito"

Agência Brasil

Publicado em 11/02/2023 às 15:07

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Antônio Cruz/Agência Brasil

Carnaval não é só para adultos e jovens se divertirem nos blocos de rua. Crianças também têm lugar garantido na folia. Bloquinhos infantis constituem uma brincadeira saudável, que aproxima as crianças umas das outras, e têm a vantagem de afastá-las das telas de computadores e celulares, afirmam especialistas.

Segundo o psicólogo Marcello Santos, doutor em psicossociologia de comunidades e ecologia social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, o carnaval e os blocos de rua para crianças representam um resgate lúdico associado a uma tradição cultural brasileira.

Santos considera esse tipo de diversão muito positivo para a garotada. “Além do resgate cultural e da brincadeira, há também a possibilidade de meninos e meninas estarem juntos fazendo farra, jogando, brincando, dançando, pulando e cantando. Há uma série de fatores aí, que são bons para a saúde mental. É importante, é uma expressão”, disse o psicólogo à Agência Brasil.

Além da alegria, os bloquinhos infantis trazem de volta o chiste (gracejo, dito espirituoso), “que parece que o brasileiro perdeu um pouco, ou não está usando muito”, disse Santos, que considera muito importante para a criança ter o bloquinho de carnaval como uma brincadeira sadia, sem uso de sprays que possam causar danos aos olhos e mucosas da boca.

“Pode ser uma batalha de confete, de serpentina, dançar, cantar, usar uma fantasia de super-herói, pirata, monstro, anjo. Tem “ene” situações que podem ser cumpridas de forma bem bacana no bloco de carnaval”, acrescentou.

Também o psicólogo Luiz Guilherme Pinto recomenda a participação de crianças nos blocos de carnaval. Como profissional e como pai, ele disse à Agência Brasil que é uma experiência positiva para a criança. “Eu vejo de maneira muito legal, muito saudável, por conta de pais e filhos estarem juntos”. Para os mais novos, em especial, o psicólogo considera a experiência ótima.

Segundo Luiz Gulherme Pinto, a brincadeira nos bloquinhos de carnaval tem outra vantagem, que é afastar os pequenos das telas do computador e do celular.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

DAS 7H ÀS 19H

Taboão da Serra amplia horário de atendimento de mais duas unidades de saúde

A medida, que já foi adotada pela Secretaria de Saúde (SMS) nas UBSs Oliveiras/Marabá, Parque Pinheiros/CSU e Jardim das Margaridas, tem como objetivo  ampliar o acesso da população aos serviços de saúde

ARMAS E DROGAS

Polícia prende especialistas em roubo de cargas milionárias em SP; veja fotos

Quadrilha vinha sendo investigada por três roubos no interior paulista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter