Publicidade

X

Brasil

Casas de diretores da Vale são alvo de buscas

Matheus Herbert

Publicado em 17/04/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira como parte do inquérito que apura a tragédia do rompimento da barragem na mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Até o momento, são 229 mortos e 48 desaparecidos.

Um dos mandados foi cumprido em São Paulo, na casa do presidente afastado, Fábio Schvartsman. Outro, no Rio de Janeiro, na casa do diretor executivo afastado, Peter Poppinga. Houve ainda dois em Belo Horizonte e um em Nova Lima, na região metropolitana da capital mineira, também em residências de funcionários da Vale.

Segundo a Polícia Federal, as buscas foram necessárias devido a novos fatos que surgiram em oitivas, análises de documentos e de outras mídias coletadas pela investigação. O inquérito, que estava previsto para ser desmembrado em dois pelo delegado responsável pelo caso, Luiz Augusto Pessoa Nogueira, irá seguir como um só, por enquanto, devido á necessidade de mais informações e diligências. A PF pretende chamar mais pessoas para
depoimento.

As buscas desta terça foram um pedido da PF, com manifestação favorável do Ministério Público Federal e autorização da 9ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte. A Vale respondeu que, desde o rompimento da barragem, "seus empregados têm apresentado todos os documentos e informações solicitados voluntariamente e, como maior interessada na apuração dos fatos, continuará contribuindo com as investigações". (FP)

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Taboão da Serra inicia entrega do uniforme escolar

Expectativa é que até o dia 15 de março todos os estudantes tenham recebido o kit completo

 Jogos Olímpicos

SP oferece modalidades de esportes olímpicos; confira

Atividades são gratuitas e podem ser praticadas como recreação ou em nível competitivo, sem restrição de idade

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter