X

Delação Premiada

Caso Marielle: STF julga esta terça denúncia dos mandantes envolvidos no crime

Ministros vão decidir se os suspeitos se tornarão réus por homicídio e organização criminosa; acusados estão presos desde março

Monise Souza

Publicado em 18/06/2024 às 14:21

Atualizado em 18/06/2024 às 14:52

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

STF decide nesta terça se quatro pessoas denunciadas pelo suposto envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes se tornarão réus / Renan Olaz/CMRJ

Supremo Tribunal Federal (STF) decide nesta terça-feira (18) se quatro pessoas denunciadas pelo suposto envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, em 2018, se tornarão réus. A sessão está prevista para começar às 14h30.

Denúncia

A denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República é contra: Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ), Chiquinho Brazão, deputado federal (Sem partido-RJ), o ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa e o ex-policial Ronald Pereira, todos suspeitos de planejar o assassinato da vereadora.

Os ministros decidirão se os suspeitos se tornarão réus por homicídio e organização criminosa. Esses suspeitos estão presos desde março devido às investigações.

Outros dois acusados também serão julgados. Veja:

Ronald Paulo de Alves Pereira, conhecido como major Ronald, que segundo a acusação, ele monitorou a rotina da vereadora antes do crime e Robson Calixto Fonseca, conhecido como Peixe, ex-assessor de Domingos Brazão no TCE, é acusado de ter fornecido a arma usada no crime. 

Ocorrido

Segundo a procuradoria, o assassinato ocorreu a mando dos irmãos Brazão, com a participação de Rivaldo Barbosa e foi motivado para proteger interesses econômicos de milícias e desencorajar atos de oposição política de Marielle.

A base da acusação é a delação premiada do ex-policial Ronnie Lessa, réu confesso da execução dos homicídios.

Julgamento

A Primeira Turma do STF deve analisar se a denúncia atende aos requisitos legais e se há indícios de autoria e execução do crime. Os denunciados só se tornam réus se a denúncia for recebida

Na primeira parte da sessão o ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, irá ler o relatório, documento que resume a tramitação do caso. Após o término da leitura, Moraes passará a palavra ao representante da Procuradoria-Geral da República (PGR), que defenderá o recebimento da denúncia.

Em seguida, os advogados e representantes da PGR e de cada investigado terão 15 minutos cada para as defesas dos acusados. 

Votação

Na sequência das defesas se inicia a votação. Além de Moraes, vão votar sobre a questão os ministros:

  • Cristiano Zanin;
  • Cármen Lucia;
  • Luiz Fux e;
  • Flávio Dino.

Os irmãos Brazão e os demais acusados se tornarão réus pelo homicídio de Marielle se três dos cinco ministros se manifestarem a favor da denúncia da PGR.

Defesas dos acusados

Durante a fase de apresentação de defesa, os advogados dos acusados falaram sobre a denúncia. Veja o que diz cada uma:

Domingos Brazão:

Os advogados de Brazão defenderam no Supremo a rejeição da denúncia por falta de provas e afirmaram que a Corte não pode julgar o caso em função da presença de um parlamentar nas investigações.

Chiquinho Brazão:

A defesa de Chiquinho  também alegou que as acusações não têm ligação com seu mandato parlamentar e disse não haver provas da ligação dos irmãos com ocupação ilegal de terrenos no Rio de Janeiro.

Rivaldo Barbosa:

A defesa de Barbosa, defendeu a rejeição da denúncia e disse que o ex-chefe da Polícia Civil não tem nenhuma ligação com o homicídio.

Robson Calixto:

A defesa destacou que o acusado não foi denunciado pela morte de Marielle e não figurou como investigado no caso.

Ronald Pereira:

O advogado dele disse que não há provas para a aceitação da denúncia. Para a defesa, o acordo de delação de Ronnie Lessa deve ser anulado por não haver provas de que ele estaria monitorando a rotina da vereadora.

*Texto sob supervisão de Lara Madeira

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

tráfico de drogas

Polícia Militar faz grande apreensão de drogas na zona sul de SP

Agentes apreenderam 524 porções de maconha, 253 pinos de cocaína, 213 pedras de crack, 34 porções de haxixe e um aparelho celular

Automotor

Conheça o Territory: SUV médio da Ford

Com apenas nove meses no mercado, o modelo novo do Territory já tornou-se mais fácil de encontrar nas ruas brasileiras

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter