Publicidade

X

SHOW DE HORROR NO CARNAVAL

Confira fotos do camarote que preparava refeições em banheiro da Sapucaí

Os alimentos estavam sendo preparados junto a objetos como meias e mochilas; local também não tinha refrigerador para o armazenamento

Matheus Herbert

Publicado em 12/02/2024 às 20:28

Atualizado em 12/02/2024 às 20:34

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Buffet improvisou cozinha em banheiro de camarote no Rio de Janeiro / Reprodução / MPRJ

Duas pessoas ligadas a um camarote na Sapucaí, no Rio de Janeiro, foram presas na madrugada desta segunda-feira (12) – primeira noite de desfiles do Grupo Especial carioca. De acordo com o Ministério Público do Rio (MPRJ), o motivo da prisão foi que a comida servida ao público e aos convidados estava sendo armazenada e preparada em um banheiro. Os alimentos estavam sendo preparados junto a objetos como meias e mochilas.
 
Ainda de acordo com o MP do Rio, o local também não tinha refrigerador para o armazenamento dos alimentos, “o que comprova a falta de cuidado com a alimentação servida”, destaca o MP. A dona do buffet e uma pessoa responsável pelo espaço foram presas em flagrante por crime contra as relações de consumo. 
As duas pessoas presas foram identificadas como: Sefora de Oliveira Leite de Jesus e Ayla Almeida Amansio, respectivamente, pela “TV Globo”. 
 
Esta é a primeira vez que o camarote envolvido na ocorrência está presente no Sambódromo. O espaço fica no Setor 13. O perfil do Rio Carnaval no X, antigo Twitter, confirmou que o espaço conhecido como Lounge Sapucaí, localizado no setor 13, teve o buffet interditado pela Vigilância Sanitária.

Em resposta ao “Globo”, a Liesa - responsável pela organização do Carnaval do Rio de Janeiro – disse que os responsáveis não obtiveram autorização para a instalação de uma cozinha no local e que o banheiro estava sendo utilizado de maneira irregular.

Outro lado

Em nota divulgada pelo “Globo”, a assessoria de imprensa do Lounge Sapucaí esclareceu o seguinte:

"O espaço Lounge Sapucaí, em seu primeiro ano na avenida, realmente acabou tendo um pequeno problema com a vistoria da Vigilância Sanitária, mas ao contrário do que está sendo divulgado na imprensa, em momento nenhum, houve manipulação de alimentos dentro de banheiros, no Espaço Lounge Sapucaí. O Espaço Lounge Sapucaí, conforme verificado por outras equipes de reportagem que estiveram no local, apresenta em sua configuração, apenas banheiros semelhantes a banheiros químicos VIP, impossibilitando assim a manipulação de qualquer alimento nesse espaço.

Por volta das 20 horas, quando o espaço Lounge Sapucaí foi surpreendido pela equipe da Vigilância, encontrava-se apenas em preparo da estrutura para receber seus clientes para o primeiro dia de desfiles que começavam às 22h.

Os alimentos apreendidos e descartado pela vigilância, já chegaram ao Lounge Sapucaí prontos e estavam apenas armazenados em um espaço, que ficava próximo ao banheiro. Em nenhum momento, tais alimentos, chegaram a ser servidos aos convidados do Lounge Sapucaí, já que os mesmos ainda não haviam chegado ao espaço.

A alimentação, para o público do Lounge, que não foi interditado, e nem impossibilitado de trabalhar nesta segunda-feira de Carnaval, foram substituídas por lanches do tipo fast-food, da melhor qualidade, servidas ao longo da noite que só encerrou as 6:00h da manhã.

A responsável pelo Lounge Sapucaí, representante da empresa Bella Comunicações, chegou a ser conduzida à delegacia volante da Marquês de Sapucaí, a fim de prestar esclarecimentos, juntamente com a dona do Buffet contratado, mas foram liberadas pelas autoridades logo em seguida.

O sucesso do espaço que foi criado para receber apenas convidados e patrocinadores, foi garantido com a satisfação de quem passou ao local, e nem percebeu o que havia acontecido momentos antes de sua chegada.

O Lounge Sapucaí, em sua primeira edição, não foi um camarote comercial, e não houve nenhum tipo de comercialização de ingresso por parte do Lounge Sapucaí, através de tickteria, ou qualquer outro meio. A informação de que convites foram vendidos pelo espaço por R$ 2.790 é inverídica. Não é possível encontrar em qualquer meio de vendas oficial ou comunicação do Espaço Loinge Sapucaí a oferta de comercialização dos convites ao espaço.

O Lounge Sapucaí, encontra-se disponível a toda imprensa que querida conferir o seu funcionamento durante a noite desta segunda Feira."
 

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SEGURANÇA PÚBLICA

Sindicato protesta contra Derrite por exclusão da Polícia Civil de operação em SP

Presidente do sindicato dos delegados disse que decisão de Derrite de dar mais protagonismo à PM em detrimento à Polícia Civil pode 'fragilizar a estrutura policial'

Programa Jovem Aprendiz

Em busca do primeiro emprego? Empresa Raízen está com 240 vagas abertas

Interessados em se candidatar devem ter entre 16 e 21 anos; não é necessário ter experiência prévia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter