X

ERIKA HILTON

Deputada do PSOL pede extradição de Bolsonaro após atos golpistas

Erika Hilton enviou ofício ao ministro das Relações Exterior para cobrar a extradição de Bolsonaro e do ex-ministro Anderson Torres

Bruno Hoffmann

Publicado em 09/01/2023 às 17:16

Atualizado em 09/01/2023 às 17:24

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A deputada eleita Erika Hilton / Reprodução/Instagram

A deputada federal eleita Erika Hilton (PSOL-SP) enviou um ofício ao ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, em que pede medidas para a extradição do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança do Distrito Federal, Anderson Torres. Ambos estão nos Estados Unidos.

Para Erika, tanto o ex-mandatário quanto o ex-ministro devem explicações à Justiça sobre a depredação promovida por apoiadores em Brasília, no último domingo. Boa parte das áreas internas das sedes dos Três Poderes ficaram destruídas por bolsonaristas que não aceitam a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"Jair Messias Bolsonaro, enquanto liderança política dos extremistas que praticaram atentados à ordem democrática, ainda que com residência atual nos Estados Unidos, pode estar dando ordens, emitindo sinais ou mensagens estratégicas para que os crimes em curso no Brasil continuem sendo praticados", escreveu a deputada eleita, no documento.

"Abre-se a possibilidade de que o senhor Jair Messias Bolsonaro esteja fora do país com o intuito de se esquivar dos processos e investigações em curso promovidas pela Justiça brasileira, sendo necessária sua extradição como medida para assegurar a ordem pública e democrática", completou ela.

No ofício, a parlamentar ainda afirma que Anderson Torres teria se omitido internacionalmente "ao deixar de dar ordens concretas para as forças de segurança conterem o grupo com intuito terrorista".

Torres foi exonerado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) ainda durante a invasão. Mais tarde, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, afastou Ibaneis do cargo durante três meses, por suposta omissão nos ataques golpistas às sedes dos Três Poderes.

O presidente Lula, por sua vez, decretou intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal até 31 de janeiro.

Alguns congressistas norte-americanos também querem deportar Bolsonaro ao Brasil. O democrata Joaquin Castro, representante do Texas, por exemplou, pediu após os atos golpistas em Brasília a extradição do ex-presidente, que está hospedado na Flórida.

“Ele é um homem perigoso. Deveriam mandá-lo de volta para seu país natal, o Brasil”, afirmou o membro da Câmara dos Representantes, por uma rede social.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Segurança

Marcha para Jesus: PM de São Paulo reforça segurança

A caminhada terá início na Estação Luz do Metrô, às 10h; Durante o evento, policiais à paisana estarão em meio à multidão

TRÂNSITO HIDROVIÁRIO

Balsa de Ilhabela registra mais de 3 horas de fila

Demora se justifica pelo feriado prolongado de Corpus Christi

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter