X

Enchente no RS

Enchentes atingem recorde: estima-se que um em cada 20 moradores do RS esteja desalojado

O nível do Guaíba pode atingir hoje(14) a marca de 5 metros e 40 centímetros. Governo federal anuncia medidas de socorro e auxílio para enfrentar a crise.

Lara Madeira

Publicado em 14/05/2024 às 09:00

Atualizado em 14/05/2024 às 10:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A maioria dos rios no Rio Grande do Sul ultrapassou seus limites de inundação, direcionando uma considerável quantidade de água em direção à capital, Porto Alegre. / Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O nível do Guaíba pode atingir hoje(14) a marca de 5 metros e 40 centímetros, o que seria um novo recorde de inundação. O novo patamar deve ser batido mesmo antes da volta da chuva prevista para quinta-feira. Essa elevação do nível das águas aumenta a angústia e o medo entre os moradores.

Siga a Gazeta nas redes sociais e mantenha-se bem informado!

No momento quase todos os rios gaúchos estão acima da cota de inundação e boa parte da água vai parar em Porto Alegre. Ontem o Guaíba voltou a ultrapassar os 5 metros, confirmando a previsão dos especialistas. Parte da capital gaúcha está alagada há mais de 10 dias quando os medidores chegaram a 5 metros e 35 centímetros, a maior cheia em 83 anos.

A nova subida das águas aumenta a angústia e o medo de moradores e angustiantes Apesar da previsão de sol em todo o estado, as temperaturas continuam baixas, tornando a situação ainda mais desafiadora. A situação também é crítica no sul do estado, onde a Lagoa dos Patos invadiu ruas de cidades como Pelotas e Rio Grande. Até o momento, há 147 mortes confirmadas, 125 pessoas desaparecidas e 806 feridos. Estima-se que 1 em cada 20 moradores do Rio Grande do Sul esteja desabrigado ou desalojado

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias.

Socorro do Governo Federal

Para enfrentar essa crise, o presidente Lula anunciou medidas de socorro. O governo federal e o governo estadual acordaram em renegociar a dívida do Rio Grande do Sul com a União, suspendendo o pagamento por 36 meses e isentando os juros sobre o estoque da dívida durante o mesmo período. O pacote de medidas emergenciais totaliza R$ 23 bilhões.

Além disso, o governo federal planeja oferecer ajuda financeira de R$ 5 mil por família desabrigada, beneficiando cerca de 100 mil famílias. Esse auxílio será pago em uma parcela única para ajudar na reconstrução das vidas afetadas pela enchente.

Auxílio financeiro para famílias desabrigadas

A situação é crítica em todo o estado, com 450 municípios afetados, 76.884 pessoas em abrigos, 538.545 desalojados e 2.124.203 pessoas afetadas. As equipes de resgate continuam trabalhando incansavelmente, já tendo resgatado 76.483 pessoas e 11.002 animais. O efetivo de 27.651 pessoas, incluindo 4.405 viaturas, 41 aeronaves e 340 embarcações, está empenhado nas operações de socorro e assistência às vítimas.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Apagão 2024

Mancha solar reaparece e pode causar apagão

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo

PRESOS EM FLAGRANTE

Polícia prende dupla que tentava instalar 'chupa cabra' em caixa eletrônico da Grande SP

De acordo com a Polícia Civil, dispositivo estava conectado a uma central interligada ao equipamento

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter