X

SOB INVESTIGAÇÃO

Explosão em clube de tiros deixa quatro mortos em Manaus

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, os quatro mortos tiveram os corpos carbonizados

ALÉXIA SOUSA E LEONARDO VIECELI - FOLHAPRESS

Publicado em 16/01/2023 às 14:29

Atualizado em 16/01/2023 às 15:04

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Bombeiros tiveram dificuldades para atuar no local / Divulgação

Uma explosão deixou quatro pessoas mortas e uma ferida em um clube de tiros neste domingo (15) na zona oeste de Manaus. O governo do estado de Amazonas informou que as autoridades estão apurando as causas do acidente, que devem ser apontadas após uma perícia. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, os quatro mortos tiveram os corpos carbonizados. Um homem com 90% do corpo queimado foi encaminhada ao Hospital 28 de Agosto, pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). 

A Secretaria estadual de Saúde, informou que o paciente passou por cirurgia de emergência e está sob os cuidados da equipe médica do Centro de Tratamento de Queimados da unidade. 

As equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas por volta das 8h, horário em que o clube estava fechado para membros. 

O estabelecimento fica localizado na avenida Liberalina Loureiro, bairro Ponta Negra. A explosão ocorreu na área em que eram realizados os treinamentos de tiro. 

Segundo o tenente-coronel do CBMAM Falcão, os militares tiveram dificuldades para atuar no local, devido a presença de gás no ambiente. 

"Foi constatado muito gás proveniente de material combustível, aí foram constatados mais dois óbitos, mas as equipes tiveram muita dificuldade de se locomover. Determinamos que as equipes se retirassem para fazer uma ventilação", informou o tenente-coronel. 

Ao menos seis viaturas foram ao local e 30 bombeiros militares trabalharam para conter o fogo. Sete ambulâncias do SAMU estavam no local. 

O Instituto Médico Legal fez a remoção dos corpos das vítimas. "Dois corpos do sexo masculino já estão na sede do IML para a realização dos exames necessários, e os outros dois em processo de remoção. Os corpos ainda não foram liberados em virtude do estado pós explosão", informou o governo estadual. 

O Secretário de Segurança, Carlos Alberto Mansur, também esteve no local acompanhando os trabalhos das forças de segurança.
A Polícia Civil investiga as causas da explosão.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Apagão 2024

Mancha solar reaparece e pode causar apagão

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo

PRESOS EM FLAGRANTE

Polícia prende dupla que tentava instalar 'chupa cabra' em caixa eletrônico da Grande SP

De acordo com a Polícia Civil, dispositivo estava conectado a uma central interligada ao equipamento

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter