X

CHUVAS FORTES

Governo federal decreta situação de emergência em 25 cidades

A lista foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (10), pelo Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, sob o qual está a Defesa Civil

MARIANNA HOLANDA - FOLHAPRESS

Publicado em 10/02/2023 às 10:41

Atualizado em 10/02/2023 às 10:43

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Campinas sofre com chuvas intensas há três dias consecutivos / Reprodução/EPTV

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) colocou 25 cidades em situação de emergência, diante das fortes chuvas e de estiagem neste começo de ano.

A lista foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (10), pelo Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, sob o qual está a Defesa Civil.

Com isso, o município pode pedir ajuda ao governo federal, seja socorro e assistência, seja para reconstrução.
O estado mais afetado foi o Rio Grande do Sul, com 14 municípios sem chuva, como Ivorá e Tucunduva.
Na Bahia e no Ceará, a estiagem também levou três municípios a entrarem na relação do governo federal: Boa Vista do Tupim (BA), Tremedal (BA) e Independência (CE).

Já no Sudeste, por causa da chuva, cidades do Espírito Santo, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro entraram em situação de emergência.

No Rio, já são ao menos três mortos devido às chuvas. Na capital, uma criança de dois anos e um idoso foram vítimas de desabamentos, na Chácara do Céu e no Catete, respectivamente.

Em Niterói, uma mulher, 31, foi vítima de um choque elétrico.

Em São Gonçalo, região metropolitana, uma jovem de 22 anos morreu em um desabamento, e um homem foi arrastado pela correnteza.

Já em Saquarema, na Região dos Lagos, um jovem de 27 anos foi atingido por um raio.

Na capital, a Defesa Civil estadual já decretou estado de alerta para possibilidade de alagamentos, desabamentos e deslizamentos nas próximas horas.

Esse estágio é o quarto nível em uma escala de cinco. Isso significa que uma ou mais ocorrências graves impactam a cidade ou há incidência simultânea de diversos problemas de médio e alto impacto em diferentes regiões.

Os números foram atualizados em entrevista coletiva concedida pelo governador Claúdio Castro na noite desta quarta (8), no Palácio Guanabara, nas Laranjeiras, zona sul do Rio. "Foi uma chuva muito forte. No Rio de Janeiro, em quatro horas choveu 70% do esperado para o mês de fevereiro. Quero me solidarizar com as famílias pelas tristes perdas", disse.
 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Segurança

Marcha para Jesus: PM de São Paulo reforça segurança

A caminhada terá início na Estação Luz do Metrô, às 10h; Durante o evento, policiais à paisana estarão em meio à multidão

TRÂNSITO HIDROVIÁRIO

Balsa de Ilhabela registra mais de 3 horas de fila

Demora se justifica pelo feriado prolongado de Corpus Christi

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter