X

IVAR

Inflação de aluguéis chega a 4,2% em janeiro de 2023

Em dezembro de 2022, o indicador calculado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) havia tido uma deflação de 1,19%

Agência Brasil

Publicado em 07/02/2023 às 11:22

Atualizado em 07/02/2023 às 14:34

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

São Paulo terá reajuste de 5,5% sobre o IPTU / Rovena Rosa/Agência Brasil

O Ivar (Índice de Variação de Aluguéis Residenciais) registrou inflação de 4,2% em janeiro deste ano. Em dezembro de 2022, o indicador calculado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) havia tido uma deflação de 1,19%.

Com isso, o Ivar acumulado em 12 meses passou de 8,25% em dezembro para 10,74% em janeiro. O índice é calculado com base na variação dos aluguéis cobrados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Se em dezembro, as quatro capitais haviam tido deflação, em janeiro elas registraram inflação. Em São Paulo, a taxa passou de -1,06% em dezembro para 2,84% em janeiro, no Rio de Janeiro subiu de -2,41% para 1,45%, em Belo Horizonte foi de -0,46% para 0,72%, enquanto em Porto Alegre cresceu de -1,09% para 10,15%.

As taxas acumuladas em 12 meses subiram em três capitais: São Paulo (de 7,80% para 8,20%), Rio de Janeiro (de 8,34% para 8,51%) e Porto Alegre (de 7,15% para 16,79%).
Apenas Belo Horizonte teve queda na taxa: de 11,31% para 9,82%.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Vagas em SP

Prefeitura de SP está com mais de 1.000 oportunidades de emprego

Remunerações variam conforme o cargo aplicado com valores a partir de um salário mínimo

Leilão de veículos

Leilão online em Campinas: mais de 600 veículos disponíveis

São 371 lotes de veículos, incluindo carros e motos com documentação completa, na primeira venda pública online do ano da cidade

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter