X

Desastre em Pernambuco

Número de mortos nas chuvas sobe para 106 em PE; 10 estão desaparecidos

Os seis corpos achados nesta terça-feira (31) foram encontrados com a ajuda de cães de guarda

JOSÉ MATHEUS SANTOS, da Folhapress

Publicado em 31/05/2022 às 16:37

Atualizado em 31/05/2022 às 16:51

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Fortes chuvas matam 106 pessoas em Recife / TV Brasil

O número de mortos pelas chuvas em Pernambuco subiu para 106, de acordo com balanço divulgado na tarde desta terça-feira (31) pelo governo do estado. Ao todo, dez pessoas seguem desaparecidas em todo o estado.

No início da tarde desta terça, os corpos de seis vítimas de deslizamentos de barreiras foram encontrados - três na Vila dos Milagres, no Recife, e outras três em Jardim Monteverde, entre Recife e Jaboatão dos Guararapes, onde os trabalhos de buscas se encerram, uma vez que todos os desaparecidos foram encontrados, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Os seis corpos achados nesta terça foram encontrados com a ajuda de cães de guarda.

As buscas por soterrados seguem em Vila dos Milagres, no Recife, no Curado IV, em Jaboatão, e em Areeiro, em Camaragibe. Em Jaboatão Centro e em Paratibe, em Paulista, são procuradas duas pessoas possivelmente levadas pelas enchentes.

O total de desabrigados foi a 6.198, ainda segundo o balanço. Diversas campanhas de doação foram abertas para ajudar famílias atingidas.

O número de municípios pernambucanos que já decretaram situação de emergência subiu para 24: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São José da Coroa Grande, Moreno, Nazaré da Mata, Macaparana, Cabo de Santo Agostinho, São Vicente Ferrer, Paudalho, Paulista, Goiana, Timbaúba, Camaragibe, São Lourenço da Mata, Abreu e Lima, Araçoiaba, Igarassu, Aliança, Glória do Goitá, Vicência, Bom Jardim, Limoeiro e Passira. O governo estadual também decretou emergência.

Nesta terça, choveu novamente na Região Metropolitana do Recife e em parte do interior. Na madrugada e nas primeiras horas do dia, houve chuvas moderadas, com os maiores volumes em Goiana (65 milímetros), Cabo de Santo Agostinho (63 mm), Paulista (35 mm) e Recife (30 mm).

A Agência Pernambucana de águas e Clima (Apac) prevê a continuidade de chuvas rápidas ao longo do dia, com volumes moderados, tanto na Região Metropolitana do Recife como na Zona da Mata Norte. Na Mata Sul, Agreste e Sertão as chuvas serão isoladas, com poucos acumulados. A mesma previsão é válida para amanhã, segundo a Apac.

A Defesa Civil manteve o alerta para deslizamentos, por conta das condições do solo, ainda encharcado nas áreas afetadas.

Bombeiros enviados pelo Governo da Paraíba e profissionais especializados no atendimento a casos de deslizamentos de Minas Gerais também reforçam as forças operacionais. Uma equipe da Defesa Civil do Rio de Janeiro está no Recife para reforçar o atendimento.

Com os acumulados de chuvas registrados nas últimas 24 horas, foram emitidos dois novos avisos hidrológicos entre a madrugada e início da manhã para os rios Siriji, em Vicência, e Capibaribe Mirim, em Timbaúba, ambos na Zona da Mata.

As BRs 101 e 232 e diversas rodovias estaduais têm pontos de alagamento ou deslizamento de barreira.
Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro tiveram desastres naturais que somaram mais de 400 mortes nos últimos seis meses.

Na manhã da segunda (12), o presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve no Grande Recife e sobrevoou áreas afetadas pelas chuvas. Ele criticou o governador Paulo Câmara (PSB) por não ter sido procurado para discutir ações diante do desastre. Anteriormente, o governo estadual havia informado que o chefe do Executivo pernambucano não tinha recebido ligação de Bolsonaro relacionada às chuvas.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Fim da greve

Professores das universidades federais decidem parar greve

Paralisações devem encerrar a partir desta quarta, quando a formalização deve ser comunicada ao Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos

CULTURA NA GRANDE SP

Taboão da Serra abre inscrições para o Conselho Municipal de Política Cultural

Inscrições devem ser feitas na Secretaria de Cultura e Turismo a partir desta segunda-feira (24); veja como participar

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter