X

ESPETÁCULO EM CAMPO

Palmeiras derrota Flamengo e conquista a Supercopa em jogaço de 7 gols

A partida deste sábado, primeira decisão nacional após a morte de Pelé no dia 29 de dezembro do ano passado, teve antes de seu início homenagens ao Rei do futebol

Folhapress

Publicado em 28/01/2023 às 18:47

Atualizado em 28/01/2023 às 19:07

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Raphael Veiga comemora gol contra o Flamengo; time paulista é campeão da Supercopa do Brasil / Cesar Greco/Palmeiras

O Palmeiras venceu o Flamengo, neste sábado (28), por 4 a 3 e conquistou a Supercopa do Brasil pela primeira vez em jogo duro, nervoso e muito disputado no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Os gols de Gabigol (dois, um deles de pênalti) e o golaço de Pedro para o time rubro-negro não foram suficientes para impedir que os gols de Raphael Veiga (dois, um deles de pênalti) e de Gabriel Menino (dois, o primeiro deles um golaço) definissem a partida em favor da equipe alviverde.

A partida deste sábado, primeira decisão nacional após a morte de Pelé no dia 29 de dezembro do ano passado, teve antes de seu início homenagens ao Rei do futebol.

Kely e Flavia, filhas dele, entraram em campo junto do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, os três segurando réplicas da taça Jules Rimet relativas às conquistas da Copa do Mundo pelo eterno camisa 10, ao lado dos atletas perfilados das duas equipes no gramado. Além disso, faixas em homenagem ao Rei foram estendidas pela torcida e um vídeo foi transmitido.

O time rubro-negro levantou duas vezes a Supercopa do Brasil (2020 e 2021), que opõe o campeão da Copa do Brasil e o vencedor do Campeonato Brasileiro da temporada passada, e foi vice outras duas vezes (1991 e 2022) além deste ano.

O confronto também colocou frente a frente os dois treinadores portugueses, Abel Ferreira e Vítor Pereira, acostumados a se enfrentar no território paulista em clássicos entre Palmeiras e Corinthians. Técnico do Flamengo, Pereira trocou o time alvinegro pela equipe carioca no final do ano passado.

A mudança, inclusive, tem sido alvo de críticas da torcida corintiana e da diretoria do clube. O presidente, Duilio Monteiro Alves, chegou a chamar de traição a troca de equipe do português.

Seja como for, Pereira chegou ao Flamengo disposto a ganhar os títulos que não ganhou com o Corinthians e, em sua primeira decisão, teve de enfrentar o compatriota Abel Ferreira, que o havia vencido nos três encontros anteriores: uma vez pelo Campeonato Paulista e outras duas pelo Brasileiro.

Abel impediu o título de Pereira e manteve a escrita, em apresentação de gala das duas equipes, em partida muito disputada, que teve o placar aberto em pênalti convertido por Gabigol, sofrido por Arrascaeta após bobeira na zaga alviverde.

Pouco mais de dez minutos depois, o Palmeiras empatou o jogo em bola sobrada para Raphael Veiga, que chutou rasteiro no canto direito do goleiro Santos.

Nos acréscimos do primeiro tempo, o primeiro golaço do jogo foi obra de Gabriel Menino. Em troca de passes na intermediária defensiva flamenguista, o jogador acertou chute no ângulo, bola praticamente indefensável para o goleiro rubro-negro.

Com a virada, o Palmeiras foi para o intervalo com ânimo, mesmo diante de muita reclamação de Abel Ferreira e comissão técnica com a arbitragem. Um assistente do português acabou expulso no segundo tempo.
A vantagem, porém, durou pouco. Passe preciso no meio da defesa palmeirense deixou Gabigol cara a cara com Weverton, e o atacante deu leve toque tirando do goleiro para empatar.

Não houve muito tempo para nenhum dos dois times pensar em levar a decisão para os pênaltis. Pouco mais de cinco minutos depois, mão na bola na área rubro-negra, em lance do garoto Endrick. Raphael Veiga converteu a penalidade.

O outro golaço da partida veio logo em seguida, em lance pela direita do ataque do Flamengo que encontrou Pedro no meio da área. O centroavante desviou a bola para o canto do gol com a parte de fora do pé e muita habilidade.

Jogo empatado, pegado, com muitos gols, cartões amarelos, faltas e duas torcidas apoiando as equipes. Até que Gabriel Menino cerca de 15 minutos depois, pegou sobra na área e chutou mascado, mas o suficiente para balançar as redes de Santos.

No fim, mesmo com muita pressão, discussões e bola para por reclamação, o Flamengo não conseguiu empatar ou reverter o placar.

A edição deste ano teve novidade no VAR (árbitro de vídeo) no uso das linhas para a definição de impedimentos. Se houvesse uma sobreposição, ainda que mínima, da linha do último atacante e do penúltimo defensor, o lance seria considerado legal.

Na teoria, isso beneficia os atacantes e tende a reduzir o número de lances anulados por impedimento. A análise dos lances, a partir de agora, também seria exibida nos telões do estádio.

O árbitro Wilton Pereira Sampaio, no entanto, mesmo com muito trabalho em campo e dois pênaltis marcados, não precisou que o VAR fosse acionado durante a partida.

OS CAMPEÕES DA SUPERCOPA DO BRASIL
1990 - Grêmio (vice Vasco)
1991 - Corinthians (vice Flamengo)
2020 - Flamengo (vice Atlético Paranaense, atual Athletico)
2021 - Flamengo (vice Palmeiras)
2022 - Atlético-MG (vice Flamengo)
2023 - Palmeiras (vice Flamengo)

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Parabéns Bertioga

Aniversário de Bertioga, neste fim de semana, terá show de Fábio Jr; veja programação

A entrada é gratuita, sendo opcional a doação de 1 kg de alimentos não perecíveis

Copa no Brasil

Brasil vence eleição e vai ser sede da Copa do Mundo de futebol feminino

País recebe o campeonato em 2027; eleição aconteceu durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangcoc, na Tailândia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter