X

Fake Agents

Jogador Paolo Guerrero leva golpe de R$ 2 milhões e PF investiga

Paolo Guerrero, ex-jogador do Corinthians, foi vítima em 2022 de um esquema que fraudava saques

Yasmin Gomes

Publicado em 28/05/2024 às 20:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Os agentes cumprem cerca de seis mandados de busca e apreensão na região metropolitana de São Paulo / Divulgação/Polícia Federal

Hoje (28), a Polícia Federal iniciou uma operação, denominada Fake Agents, para apurar fraudes em saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de jogadores de futebol profissional.

Campanha de conscientização contra falsos agentes

O nome da operação faz referência à campanha internacional de conscientização de jovens atletas acerca do perigo relacionado aos falsos agentes, lançada pelo ex-jogador do Chelsea, Didier Drogba, que é Embaixador da Boa Vontade da Organização Mundial da Saúde (OMS) para Esporte e Saúde.

Paolo Guerrero

Paolo Guerrero, ex-jogador do Corinthians, foi vítima em 2022 de um esquema que fraudava saques do FGTS, o prejuízo foi de mais de R$ 2,2 milhões.

Paolo GuerreiroPaolo Guerreiro/Reprodução/Instagram

O valor foi depositado em conta aberta com documentos falsificados, em nome do jogador. Em seguida, foi feita uma transferência para uma empresa de marketing esportivo e agenciamento de carreira de jogadores de futebol, pertencente a um dos investigados.

Mandado de busca e apreensão

Os agentes cumprem cerca de seis mandados de busca e apreensão na região metropolitana de São Paulo.

20 anos de prisão

Os investigados serão acusados pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público, uso de documento falso e associação criminosa, cujas penas podem chegar a até 20 anos de prisão.

*Texto sob supervisão de Diogo Mesquita

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SUSTO EM GUARULHOS

VÍDEO: maior avião de passageiros do mundo tem voo cancelado após problema técnico

Voo da companhia aérea Emirates, considerado o maior avião de passageiros do mundo, precisou ser cancelado após apresentar falha durante os primeiros minutos da decolagem

Tragédia

Dono de bar é morto com golpes de canivete no pescoço após defender mulher de assédio

Proprietário do Malta Rock Bar expulsou o homem por ele ter cometido assédio sexual contra uma funcionária

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter