X

REAJUSTE

Piso nacional dos professores tem reajuste de 15% e sobe para R$ 4.420,55

O piso nacional do magistério representa o salário inicial das carreiras do magistério público da educação básica para a formação em nível médio

Agência Brasil

Publicado em 17/01/2023 às 08:43

Atualizado em 17/01/2023 às 08:55

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Camilo Santana / Reprodução/TV Verdes Mares/

O piso nacional dos professores subirá para R$ 4.420,55 em 2023, um reajuste de 15% em relação ao piso do ano passado, que era de R$ 3.845,63. A portaria com o novo valor foi assinada nesta segunda-feira (16) à noite pelo ministro da Educação, Camilo Santana.

"A valorização dos nossos profissionais da educação é fator determinante para o crescimento do nosso país", escreveu o ministro, ao anunciar o novo valor nas redes sociais.

O piso nacional do magistério representa o salário inicial das carreiras do magistério público da educação básica para a formação em nível médio. O valor considera uma jornada de 40 horas semanais na modalidade normal de ensino.

A cada ano, o piso do magistério deve ser corrigido todos os anos pelo crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, estabelecido pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Para 2023, o Fundeb estabelecia o reajuste de 15% no valor.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Para aquecer

Friozinho pede um bom fondue: 3 locais em São Paulo

Seja doce ou salgado, o fondue aquece a todos. Por isso, a Gazeta trouxe três indicações de locais para comer fondue em São Paulo; confira!

Despoluição

Ex-governador prometeu que 'beberia água do Tietê'

Luiz Antônio Fleury Filho morreu em 2022 sem conseguir cumprir promessa feita no início de seu programa

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter