Publicidade

X
SAÚDE MAIS CARA

Plano de saúde individual vai subir 15%, a maior alta desde 2000

O percentual deve impactar cerca de 8,9 milhões de consumidores de planos individuais de saúde no Brasil

Publicidade

Prevent Senior / Divulgação

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou nesta quarta-feira o reajuste anual de 15,5% para planos de saúde individual e familiares. O reajuste oficial será considerado para o período referente a 1º de maio de 2022 e 30 de abril de 2023.

Essa é a maior alta desde 2000, quando entrou em vigor o modelo atual de reajuste. O percentual mais elevado já autorizado pela ANS até hoje havia sido de 13,57% em 2016.

O percentual deve impactar cerca de 8,9 milhões de consumidores de planos individuais de saúde no Brasil. O reajuste divulgado pela ANS não vale para planos coletivos empresariais e por adesão.

Em 2021, pela primeira vez, os planos individuais tiveram reajuste negativo (-8,19%) por causa da queda na utilização dos serviços da saúde suplementar e a consequente redução das despesas assistenciais em 2020 em razão da pandemia.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

INCLUSÃO

Taboão da Serra realiza eleição para Conselho da Pessoa com Deficiência

No total serão eleitos 20 membros, sendo dez titulares e dez suplentes

EXCLUSIVO

Ricardo Mellão: 'Senado não pode ser uma aposentadoria de luxo'

Pré-candidato ao Senado pelo Novo diz que Márcio França e Edson Aparecido tratam cargo como 'prêmio de consolação'; leia entrevista completa

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software