Publicidade

X

Calor

Semana deve ter altas temperaturas e chuva até quinta (23)

As temperaturas voltam a subir, mas ainda não há indicativos de calor extremo como o da onda de calor que atingiu vários estados na semana passada.

Lucas Lacerda/Folhapress

Publicado em 21/11/2023 às 13:24

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

diferentes regiões do Brasil devem ver pancadas de chuva e até temporais. / Amol Mande - Pixels

Após a despedida da onda de calor e um começo de semana nublado, diferentes regiões do Brasil devem ver pancadas de chuva e até temporais, como é o caso do Sul, que pode ter granizo e rajadas de vento.

Já no Nordeste, o tempo deve ficar sem chuva e com baixa umidade, com exceções para áreas do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).
Em São Paulo, há previsão de pancadas a partir desta terça (21) por causa de um canal de umidade formado desde o Centro-Oeste, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

As temperaturas voltam a subir, mas ainda não há indicativos de calor extremo como o da onda de calor que atingiu vários estados na semana passada.

Nesta terça (21), o tempo segue instável pelo país, e os termômetros sobem em Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

As máximas no Sudeste ficam entre 30°C e 32°C, segundo a Climatempo. Em Vitória (ES), o tempo fica seco na terça.

Em Minas Gerais, duas pessoas morreram por causa das chuvas. O estado, incluindo a capital Belo Horizonte, segundo o Inmet, terá pancadas de chuva isoladas durante a semana.

A população mineira deve sentir o ar mais seco ao longo da semana. A umidade relativa fica entre 20% e 30% até quinta-feira (23) no centro e no nordeste do estado, segundo o Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

No Centro-Oeste, temporais aliviam o calor no Distrito Federal e em Goiás, e Goiânia deve ter raios e rajadas de vento de 70 km/h. As pancadas devem acontecer, em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, entre tarde e noite. As máximas em Cuiabá vão de 35°C a 33°C até sexta (24), e em Campo Grande, de 31°C a 26°C.

No Norte, Amazonas, Acre, Rondônia e sul de Roraima terão pancadas de chuva que podem superar, durante a semana, os 80 milímetros. As máximas na casa dos 30°C sobem em Manaus, com 37°C na sexta.

O Sul do país deve ter novos temporais a partir desta terça. Nos últimos dias, o Rio Grande do Sul registrou quatro mortes e milhares de desabrigados em decorrência das chuvas. Nesta quarta-feira (22), toda a região entra em alerta, com indicativo de temporal no Paraná e chance de granizo nos três estados.

Segundo a MetSul, a interação de ar quente com as frentes frias pode causar tempestades no estado gaúcho nesta quarta-feira (22). Os acumulados até quinta devem ser de 100 milímetros a 150 milímetros em regiões de serra no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DRAMA ALVINEGRO

Corinthians perde para a Ponte Preta em Itaquera e vê vaga se distanciar

Iago Dias abriu o placar aos cinco minutos para a Ponte Preta; Corinthians finaliza 26 vezes, mas não consegue balançar as redes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter