Publicidade

X

Brasil

Senado já tem maioria para criar CPI de Brumadinho

Com 42 assinaturas, o requerimento para CPI foi apresentado pelos senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Carlos Viana (PSD-MG)

ALINE

Publicado em 08/02/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

CPI quer apurar causas do rompimento da barragem / /Moises Silva/O Tempo/Folhapress

Mais da metade do Senado assinou requerimento para que seja instalada na Casa uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar as causas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) em 25 de janeiro. Com assinatura de 42 dos 81 senadores, o requerimento para instalação da CPI de Brumadinho, foi apresentado ao comando do Senado pelos senadores Otto Alencar (PSD- BA) e Carlos Viana (PSD-MG).

"Vamos reunir os líderes na terça-feira [12], às 14h, e assim que eles determinarem a pauta de votação, vamos fazer leitura dos requerimentos que estiverem sobre a mesa", disse nesta quinta-feira o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Uma comissão também deve ser instalada na Câmara. A CPI tem poderes de realizar diligências, convocar autoridades e tomar depoimentos.

Em depoimento à Polícia Federal, o engenheiro Makoto Namba alegou ter sido pressionado pela Vale para dar um laudo que garantia a estabilidade da barragem 1 da mina do Córrego do Feijão, que se rompeu meses depois, numa tragédia que deixou pelo menos 150 mortos. O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, chegou a dizer na última quinta (31) que os alarmes foram "engolfados" na tragédia, há 12 dias. Mas a "Folha de S.Paulo" mostrou que ao menos duas sirenes que ficam próximas a áreas devastadas pela lama estão intactas, o que contraria o discurso da mineradora. (FP)

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Taboão da Serra inicia entrega do uniforme escolar

Expectativa é que até o dia 15 de março todos os estudantes tenham recebido o kit completo

 Jogos Olímpicos

SP oferece modalidades de esportes olímpicos; confira

Atividades são gratuitas e podem ser praticadas como recreação ou em nível competitivo, sem restrição de idade

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter