Publicidade

X

CICLONE NO SUL

Tempestade Akará: Entenda e veja fotos da Nasa do fenômeno que avança no Brasil

Tempestade subtropical avança no sul do Brasil; fotos da Nasa revelam força do ciclone

Yasmin Gomes

Publicado em 20/02/2024 às 15:47

Atualizado em 21/02/2024 às 14:18

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Tempestade subtropical avança pelo litoral do Rio do Grande do Sul / Divulgação/Nasa

Akará é o primeiro ciclone nomeado no Brasil, desde a tempestade subtropical Yakecan, em maio de 2022. É também a quarta tempestade tropical na costa brasileira deste século.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Imagens de satélite fornecidas pela Nasa, a agência espacial norte-americana, indicam que tempestade subtropical avança pelo litoral do Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (19). Entretanto, o fenômeno raro não oferece perigo em terra firme, ocorrendo em alto mar, segundo a Defesa Civil de Santa Catarina.

Longe do continente, a tempestade segue com rumo ao sul, até se dissipar durante esta semana, de acordo com as informações do MetSul Meteorologia.

A tempestade Akará perderá força gradualmente, pela diferença da temperatura da água onde se originou e o sentido de sua deslocação. O mar da região Sul conta com águas de temperaturas menores em relação à costa do Sudeste, a de origem. 

 

Impactos da Akará

O maior impacto será em alto mar, onde há expectativa de ondas entre 3 e 4 metros de alutura, dificultando a pesca e a navegação.

No litoral catarinense não haverá influência do ciclone e a ondulação permanece entre 1,5 e 2 metros de altura. Já os ventos serão de 20 a 30 km/h, com rajadas de ventos de até 50 km/h.

Segundo o meteorologista Marcelo Martins, da Epagri/Ciram, é pouco provável que o ciclone evolua para um furacão, como o Catarina, em 2004. “A temperatura da superfície do mar ao sul é gelada, não tendo condições favoráveis para a evolução, a tendência é ele se dissipar”, afirmou o meteorologista ao portal NSC.

*Texto sob supervisão de Bruno Hoffmann

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SEGURANÇA PÚBLICA

Sindicato protesta contra Derrite por exclusão da Polícia Civil de operação em SP

Presidente do sindicato dos delegados disse que decisão de Derrite de dar mais protagonismo à PM em detrimento à Polícia Civil pode 'fragilizar a estrutura policial'

Programa Jovem Aprendiz

Em busca do primeiro emprego? Empresa Raízen está com 240 vagas abertas

Interessados em se candidatar devem ter entre 16 e 21 anos; não é necessário ter experiência prévia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter