Publicidade

X

Brasil

Vaticano discute abusos de religiosos

ALINE

Publicado em 19/02/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O Vaticano reúne, a partir do dia 21 até domingo (24), representantes das conferências episcopais, da Igreja Católica Romana, de 130 países para discutir as denúncias de abusos sexuais cometidos por religiosos contra crianças e adolescentes. No encontro, estarão presentes integrantes de grupos de vítimas de abusos. No domingo, durante a celebração pública, o papa Francisco pediu orações a todos. Segundo ele, todos devem assumir suas responsabilidades diante de "um desafio urgente do nosso tempo".

De acordo com o Vaticano, o encontro pretende adotar ações concretas e decisões em nome da justiça e verdade. Em recente discurso ao Corpo Diplomático na Santa Sé, o papa ressaltou que "abusos contra menores" constituem um dos piores e mais vis crimes possíveis.

O presidente da Pontifícia Comissão para a Proteção de Menores, cardeal Seán O'Malley, disse que a reunião marcará o momento de desenvolvimento de um caminho claro para a Igreja, baseado em verdade, justiça e maior transparência. Segundo O'Malley, a conferência "é dirigida principalmente aos bispos", que "têm grande responsabilidade" sobre a questão, mas, ao mesmo tempo, leigos e mulheres "especialistas no campo do abuso darão sua contribuição e ajudarão a entender o que precisa ser feito para garantir transparência e responsabilidade". (AB)

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ELEIÇÕES 2022

'Trampolim': 12 vereadores de SP vão se candidatar a outros cargos em 2022

Câmara Municipal de São Paulo pode mudar mais de 20% caso todos os vereadores que concorrerão a outros cargos neste ano forem eleitos

SAÚDE NO ABC PAULISTA

Faltas em consultas marcadas geram custo de cerca de R$ 500 mil por mês em Santo André

Apenas em julho foram registradas 18.547 ausências, o que equivale a 26% do total de vagas disponibilizadas

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software