últimas notícias

Sorocaba registra 2º caso suspeito de coronavírus

A suspeita é sobre uma moradora da cidade de 19 anos, com histórico de viagem para a Coreia do Sul nos últimos 14 dias

A Secretaria da Saúde (SES) da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Vigilância Epidemiológica, recebeu na noite des quinta-feira (27) a notificação de um segundo caso suspeito de coronavírus (Covid-19). Trata-se de uma moradora de Sorocaba de 19 anos, com história de viagem para a Coreia do Sul nos últimos 14 dias. Ela apresentou febre acompanhada de sintomas respiratórios leves.

A paciente foi atendido numa Unidade de Pronto Atendimento de Sorocaba, local onde foram respeitados todos os critérios de higiene e etiqueta respiratória. Ela encontra-se bem e mantida em isolamento domiciliar. As amostras para exames já foram coletadas e enviadas ao Instituto Adolf Lutz (IAL). A família da jovem foi orientada com as medidas preventivas de contato.

De acordo com a prefeitura, ainda não há previsão do resultado, "mas assim que concluído, será divulgado a toda imprensa". O primeiro caso suspeito de Sorocaba foi registrado na última quarta-feira (26). O caso ainda aguarda o resultado dos exames. Ambos estão sendo monitorados diariamente pela Vigilância Epidemiológica até o resultado dos exames.

De acordo com a prefeitura, as principais foram de prevenção ao Covid-19 são: lavar frequente as mãos com água e sabão ou o uso de álcool-gel; cobrir a boca e narinas ao tossir ou espirrar, e usar preferencialmente lenços descartáveis; evitar tocar olhos, narinas e boca; evitar contato próximo com pessoas doentes; não compartilhar copos, talheres, toalhas; manter ambiente sempre limpo e arejado; lavar e desinfetar os banheiros no mínimo duas vezes por dia, usando solução clorada; desinfetar pisos, paredes, bancadas, balcões, pias, louças sanitárias; evitar o uso de ar condicionado; e limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência. Usar solução clorada ou alcoólica;

A Organização Mundial de Saúde (OMS) não recomenda uso de máscaras de rotina para pessoas saudáveis na comunidade. O uso de máscaras cirúrgicas é recomendada apenas para pessoas com sintomas respiratórios. (GSP)

Tops da Gazeta