últimas notícias

Porto Feliz

Três vereadores da Câmara de Salto solicitaram ao Legislativo a redução de salários de parlamentares 
e integrantes do Executivo em 50%; medida na cidade prevê uma economia de cerca de R$ 1 milhão
Três vereadores da Câmara de Salto solicitaram ao Legislativo a redução de salários de parlamentares e integrantes do Executivo em 50%; medida na cidade prevê uma economia de cerca de R$ 1 milhão
Foto: Divulgação CMS

Vereadores de Salto solicitam redução de salários de parlamentares em 50%

Três vereadores da Câmara Municipal de Salto solicitaram ao Legislativo a redução de salários de parlamentares e integrantes do Executivo em 50% durante a vigência do estado de calamidade pública nacional pela pandemia de coronavírus. As informações são do "G1".

De acordo com a Câmara de Salto, Edemilson Pereira dos Santos (DEM), Cícero Granjeiro Landim (PSB) e Márcio Conrado (PTC) apresentaram o ofício à mesa diretora na quarta-feira. O documento prevê uma economia de cerca de
R$ 1 milhão.

Eles sugerem a diminuição dos salários, além dos vereadores, do prefeito, vice-prefeito, secretários municipais e da superintendência do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

O decreto presidencial de calamidade pública, que entrou em vigor na sexta-feira (20), tem duração prevista de 9 meses.

Com o ofício protocolado, caberá aos membros da mesa diretora decidirem se vão ou não atender à solicitação dos parlamentares. Em seguida, a mesa apresenta os argumentos da decisão ao plenário e abre para votação.

Atualmente, Salto conta com 17 vereadores, 15 unidades administrativas com 34 secretários municipais, além do prefeito e vice-prefeito. Os recursos gerados com a economia seriam destinados para a rede de saúde municipal no combate ao coronavírus.

Ao "G1", Lafaiete Pinheiro dos Santos informou que encaminhou a proposta ao jurídico da Casa de Leis, entretanto, os vereadores que quiserem já podem doar parte dos salários para a Secretaria de Saúde.

"Para mexer nos salários precisamos fazer uma lei e ela só vale a partir da legislatura seguinte, mas vamos ver o posicionamento do jurídico da Câmara", explicou Lafaiate.

Compõem a mesa diretora os vereadores Lafaiete Pinheiro dos Santos (presidente), Roberto Natalino Silveira, Otávio José Castanha Miralhes e Vinícius Saudino de Moraes.
(GSP)

Tops da Gazeta