últimas notícias

Laudo aponta que grávida morreu por febre maculosa

A grávida de 44 anos que morreu ao dar entrada no Hospital Universitário de Jundiaí teve febre maculosa. A informação foi confirmada pela prefeitura na quinta-feira.

Catarina dos Santos foi socorrida no começo de setembro deste ano com um quadro de infecção "inespecífica" e foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.

Amostras de sangue foram colhidas e encaminhadas para o Instituto Adolfo Lutz. Em nota, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde informou que a doença foi apontada no laudo.

A doença é provocada por uma bactéria transmitida pelo carrapato-estrela.
(GSP)

Tops da Gazeta