últimas notícias

Porto Feliz

Desde a última segunda-feira, a Unidade Dr. Antônio Pires de Almeida atende em horário estendido
Desde a última segunda-feira, a Unidade Dr. Antônio Pires de Almeida atende em horário estendido
Foto: DIVULGAÇÃO

Unidade de saúde do bairro Popular passa a atender até as 19h em Porto

NOVO HORÁRIO. Prefeitura de Porto Feliz aderiu ao programa Saúde na Hora, que busca facilitar o acesso da população aos serviços de saúde

Desde a última segunda-
feira, a Unidade de Saúde da Família Dr. Antônio Pires de Almeida, no bairro Popular em Porto Feliz atende em horário estendido. Agora, o posto fica aberto até as 19h.

De acordo com a Prefeitura de Porto Feliz, a Administração aderiu ao programa Saúde na Hora, criado pelo Ministério da Saúde e por isso alterou o horário de atendimento no local. O programa tem como objetivo facilitar o acesso da população aos serviços básicos de saúde.

Em Porto Feliz, a Secretaria de Saúde pretende testar o programa no bairro Popular e depois expandir para outras unidades. "É importante destacarmos que não é um pronto atendimento. A unidade não passa a ser um pronto socorro. A ampliação no horário é na verdade uma extensão da estratégia saúde família, que já é aplicada no bairro", diz a Secretária de Saúde, Valdirene Prado.

CRITÉRIOS PARA ADESÃO.

Para fazer parte do Saúde na Hora é preciso atender a algumas exigências, como manter a composição mínima das equipes de Saúde da Família - com médico, enfermeiro, dentista e auxiliar de enfermagem - sem reduzir o número de equipes que já atuam no município. A UBS também deve funcionar sem intervalo de almoço, de segunda a sexta, podendo complementar as horas aos sábados ou domingos. Além disso, a unidade também deve ter o prontuário eletrônico implantado e
atualizado.

Cada unidade participante da iniciativa deve ainda contar com um gerente da UBS - profissional escolhido pelo gestor para administrar a unidade - e terá assegurado incentivo financeiro do Governo Federal para este gerente. Este profissional deve se dedicar exclusivamente ao gerenciamento, desenvolvendo atividades como planejamento, gestão e organização do processo de trabalho, coordenação e integração da unidade de saúde com outros serviços de
saúde.

Após início da participação no programa, os gestores municipais terão até quatro meses para adequar as unidades, caso contrário, podem ter suspensos os recursos adicionais referentes à participação no formato de atendimento ampliado. (GSP)

Tops da Gazeta