últimas notícias

Muro cai e interdita casas na Vila Matilde

Um muro que separava uma vila de casas de uma obra na Vila Matilde, bairro da zona leste de São Paulo, desabou na última terça-feira. Por causa do acidente, os moradores tiveram que deixar suas casas. Cinco residências foram interditadas.

No momento da queda, as casas estavam com idosos e crianças, que tiveram que se retirar às presas. Os moradores foram enviados a um hotel e a conta está sendo paga pela construtora WJD Engenharia, de acordo com o advogado da empresa. Ninguém se feriu.

OUTRO CASO.

O imóvel de um casal com uma filha de 9 meses na avenida Ministro Gabriel de Rezende Passos, em Moema, na zona sul de São Paulo, foi abaixo enquanto os moradores estavam no local. De acordo com o engenheiro de sistemas Clemente Gauer, de 38 anos, os problemas começaram em novembro de 2018, quando a incorporadora Eztec demoliu imóveis vizinhos para construir um novo empreendimento. Em dezembro, diz Gauer, "apareceu uma trinca no chão do lavabo". De acordo com a vítima, a construtora havia afirmado que o imóvel não apresentava risco iminente ainda nesta semana. Os destroços atingiram Gauer na perna - quebrou um dedo do pé. A filha foi ferida por estilhaços no rosto. E a casa ficou destruída.

"Ficamos em pequeno canto. E todo resto do quintal foi atingido por tijolos, vigas pesadas. As bicicletas ficaram amassadas, pareciam folha de papel", afirma o engenheiro. (GSP E EC)

Tops da Gazeta