últimas notícias

Morre escritor João Carlos Marinho, aos 83

O escritor João Carlos Marinho morreu neste domingo, aos 83 anos. Ele estava internado para tratar de uma infecção, mas não resistiu. O corpo foi velado em São Paulo, no Araçá, a partir das 10h desta segunda. Depois foi transportado para o cemitério da Consolação, onde foi sepultado.

Sua principal obra, "O Gênio do Crime", completou 50 anos em fevereiro de 2019. O segredo do sucesso passa pela história de um grupo de garotos, no qual se destacam Edmundo e Bolacha, que coleciona figurinhas e percebe que algumas são falsas.

Com mais de um milhão de exemplares vendidos e pelo menos 65 edições, o livro impactou três gerações de leitores.

João Carlos Marinho nasceu no Rio de Janeiro, em 1935, aos 5 mudou-se com a família para Santos e fez o ginásio em São Paulo, cidade onde começa a se apaixonar por futebol, um de seus temas. Depois de um tempo na Suíça, volta a São Paulo onde se forma como advogado na Faculdade de Direito da USP em 1961.

Oito anos depois estreia com o livro "O Gênio do Crime", que abre a série de 13 livros "As Aventuras da Turma do Gordo" (o mais recente é "O Fantasma da Alameda Santos", de 2015). Sua obra inclui também romances para adultos, poesias e ensaios.

Em entrevista ao "Estado" em 2010, Marinho dizia que as reações da época ao livro eram idênticas às mais recentes. "Os questionamentos são praticamente os mesmos, comprovando que a obra tem qualidades consolidadas". (EC)

Tops da Gazeta