últimas notícias
Prefeitura alterou pela 2ª vez em 3 dias regras para acesso de táxis e carros de apps em Congonhas
Prefeitura alterou pela 2ª vez em 3 dias regras para acesso de táxis e carros de apps em Congonhas
Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress

Prefeitura altera regras para acesso de táxis em Congonhas

AEROPORTO. Taxistas terão acesso restrito à pista superior; carros de aplicativos devem usar piso inferior

A Prefeitura de São Paulo, da gestão Bruno Covas (PSDB), alterou, pela segunda vez em três dias, as regras para o acesso de táxis e carros de aplicativos de carona ao Aeroporto de Congonhas. Agora, taxistas só poderão utilizar o piso superior do aeroporto, enquanto a pista inferior ficará reservada a veículos utilizados por apps como Uber e 99 Táxis, além de carros particulares.

A decisão foi tomada após reunião entre a Secretaria Municipal de Transportes, representantes de empresas que oferecem carona por aplicativo, taxistas e a Infraero, que administra o aeroporto, na tarde desta segunda-feira. A Prefeitura havia alterado o acesso no local na última sexta-feira (15).

Durante o último fim de semana, táxis tinham acesso exclusivo à pista superior, mas também contavam com cinco vagas exclusivas no piso inferior. Automóveis de empresas de aplicativos e particulares utilizavam somente a pista de baixo. A mudança causou demoras no atendimento e relatos de passageiros que perderam o voo por causa do congestionamento no acesso ao aeroporto. Houve também reclamações de falta de sinalização.

Com a nova mudança, a Prefeitura de São Paulo retirou quatro vagas destinadas de forma exclusiva a taxistas que atuam no aeroporto, mas manterá uma vaga para táxis da categoria "acessível", para o embarque de passageiros com deficiência.

A Secretaria de Transportes disse, por meio de nota, que agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) devem fiscalizar o piso inferior para impedir a "longa fila de automóveis de aplicativos, que interfere na saída de carros no túnel do aeroporto".

Além disso, o número de táxis autorizados a atender o aeroporto deve crescer 25% - de mil para 1.250. (EC)

Tops da Gazeta