últimas notícias
João Doria afirmou estar confiante que o museu esteja totalmente recuperado até 2022, bicentenário da Independência
João Doria afirmou estar confiante que o museu esteja totalmente recuperado até 2022, bicentenário da Independência
Foto: Roberto Casimiro/Fotoarena/Folhapress

Doria capta R$ 36 milhões para reforma de Museu

Três empresas aceitaram realizar o patrocínio por meio da Lei Rouanet; museu está fechado para visitação desde o ano de 2013

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se reuniu na manhã desta
terça-feira com empresários para discutir a possibilidade de patrocínio para a recuperação do Museu do Ipiranga, na zona sul da Capital. O museu está fechado há seis anos e cálculos indicam que seriam necessários R$ 160 milhões da iniciativa privada para a reforma do local.

Doria afirmou, após o encontro, que recebeu a captação de R$ 36 milhões de três empresas, que aceitaram realizar o patrocínio por meio da Lei Rouanet. Trinta empresários se reuniram com o governador a portas fechadas.

A intenção é que o museu seja devolvido à população em 2022, no ano em que comemoraram os 200 anos da Independência do País.

"Estou confiante que o museu e o jardim do museu estarão totalmente recuperados para, em setembro de 2022, estarmos fazendo uma comemoração dos 200 anos da Independência do Brasil", disse o governador.

O Museu do Ipiranga, oficialmente chamado Museu Paulista, fechou as portas para visitação pública em agosto de 2013. A restauração da instituição administrada pela Universidade de São Paulo (USP) está em passos lentos desde então, principalmente por falta de recursos.

O edifício foi interditado pelo surgimento de rachaduras e umidade. De forma emergencial, foram feitos escoramentos para garantir a segurança do ambiente. Logo depois, a USP começou um processo de desenvolvimento do projeto da reforma.

Não houve danos aos mais de 30 mil objetos expostos no local e outros milhares de documentos livros. A USP alugou sete imóveis para destinar o acervo e realocar os funcionários. As equipes permaneceram trabalhando em atividades de ensino, pesquisa, cultura e extensão.

O Museu do Ipiranga foi inaugurado em 1892 próximo de onde, em 7 de setembro de 1822, dom Pedro 1º proclamou a Independência do Brasil. Em seu acervo estão obras de alto valor histórico, como o quadro "Independência ou Morte", de Pedro Américo, de 1888. (GSP)

Tops da Gazeta