últimas notícias
A PM lamentou a morte do soldado Vitor de Oliveira Farias, que era casado e deixa sete filhos
A PM lamentou a morte do soldado Vitor de Oliveira Farias, que era casado e deixa sete filhos
Foto: DIVULGAÇÃO PM

Três suspeitos de matar PM no Jardim Ângela são presos

ViOLÊNCIA. Um quarto suspeito fugiu e é procurado; crime aconteceu durante perseguição na zona sul

A Polícia Militar prendeu três suspeitos de matar o soldado Vitor de Oliveira Farias na manhã de domingo (23) no Jardim Ângela, na zona sul da capital paulista. Um quarto suspeito fugiu e é procurado.

De acordo com a PM, o soldado de 33 anos foi verificar com sua equipe uma denúncia de que três suspeitos, em duas motos, estariam realizando arrastões na região.

Quando a PM se deparou com os criminosos, teve início uma perseguição, que continuou até a rua Francisca Queirós. Na via, houve troca de tiros entre os policiais e os bandidos. Segundo a PM, um tiro dado pelos ladrões acertou o policial na axila, onde o colete não cobre.

O soldado chegou a ser encaminhado ao pronto pronto-socorro do M'Boi Mirim, onde foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O policial estava no 37º Batalhão da PM, era casado e deixa sete filhos.

Um dos suspeitos também foi baleado, mas não corre risco de morte. Ele será encaminhado para um Centro de Detenção Provisória (CDP) assim que receber alta hospitalar.

De acordo com informações do jornal "Agora", a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que um policial foi morto em serviço na Capital no primeiro trimestre deste ano. No Estado, no mesmo período, foram dois casos. (FP e GSP)

Tops da Gazeta