últimas notícias
Rua na região do Jardim Nakamura, na zona sul da Capital: moradores reclamam de buracos nas vias e córrego a céu aberto
Rua na região do Jardim Nakamura, na zona sul da Capital: moradores reclamam de buracos nas vias e córrego a céu aberto
Foto: FOTO DO LEITOR

Jd. Nakamura é um bairro abandonado, diz morador

Os moradores do bairro do Jardim Nakamura, na zona sul de São Paulo, reclamam do descaso com o qual a região é tratada pelo poder público. De acordo com relatos feitos à Gazeta, muitas vias não possuem calçada ou elas estão em péssimo estado de conservação, córregos correm a céu aberto e há até infestação de baratas em ônibus.

De acordo com o publicitário Gabriel da Costa Santos, o nível de descaso do poder público é alarmante.

"Este bairro é completamente abandonado. Por exemplo, há na região a estrada da Riviera. Em toda sua extensão ou não há calçada ou está em péssimo estado de conservação. Hoje mesmo fui caminhar e tropecei em um desnível da calçada", diz o publicitário.

Segundo ele, na avenida Nova Arcádia havia a promessa da construção de um parque pequeno e a canalização de um córrego. "O miniparque foi feito nas coxas, de qualquer jeito. Já a canalização sequer foi feita, e o esgoto permanece correndo a céu aberto".

As ruas Armando Rodrigues Tavares e Maria de Barros Carvalho, diz ele, ainda possuem buracos enormes e diversos carros abandonados.

BARATAS.

O publicitário também reclama de linhas de ônibus 6013-10 e 7023-10, que ligam a região ao Terminal Santo Amaro. "Os ônibus saem a hora que querem, e alguns são de 2008, em péssimo estado".

Além disso, há também relatos de baratas nos coletivos. "Já peguei algumas vezes ônibus infestado de baratas", diz um homem pelo Facebook.

OUTRO LADO.

Contatada, a Subprefeitura M'Boi Mirim informa que a estrada do Riviera está na programação para receber recapeamento e afirma que a reforma das calçadas é de responsabilidade dos proprietários. Sobre o parque, diz que se encontra em bom estado e que os brinquedos foram reformados em julho deste ano.

A subprefeitura ainda afirma que as ruas Armando Rodrigues Tavares e Maria de Barros Carvalho receberão vistoria da administração regional para verificar as denúncias sobre buracos e carros abandonados.

Em nota, a SPTrans reconheceu a existência de atrasos nas linhas. "A SPTrans informa que constatou falta de partidas na linha 6013-10 que é programada no horário de pico, sentido Nakamura, para realizar partidas com intervalos médios que variam entre dez a quinze minutos. Já a linha 7023-10 que tem partidas programadas com intervalos médios que variam de seis a oito minutos, também apresentou desajustes na operação e por esse motivo a empresa responsável pelas linhas foi autuada". A nota também diz que é permitido que ônibus circulem com até 12 anos de fabricação.

Em relação às baratas, a SPTrans diz que a fiscalização de campo foi acionada e que a empresa é multada em caso de falta de limpeza interna.
(Bruno Hoffmann)

Tops da Gazeta