últimas notícias
No calendário do governo do estado, a população de 77 a 79 anos será imunizada a partir de 3 de março
No calendário do governo do estado, a população de 77 a 79 anos será imunizada a partir de 3 de março
Foto: Thiago Neme/Gazeta de S. Paulo

Em meio a casos de H1N1 em SP, vacina da gripe começa dia 23

Grupos prioritários serão idosos e profissionais da saúde

A vacinação contra a gripe em São Paulo se inicia em 23 de março, conforme orientação do Ministério da Saúde. O primeiro grupo a ser atendido será o de idosos e o de profissionais da área de saúde.

A reportagem da Gazeta telefonou para quatro UBSs da zona sul (Autódromo, Jardim República, Jordanópolis, Jardim Cliper), uma da zona norte (Vila Dionísia) e duas da zona leste (Artur Alvim e Vila Granada). A resposta de todas é que a vacinação começa só no dia 23, mesmo com casos confirmados de H1N1 na Capital, e terá os idosos e profissionais de saúde como grupos prioritários.

A Secretaria Municipal da Saúde e a Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) informaram na última sexta-feira (13) que em 2020 houve 146 casos notificados de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) hospitalizados na Capital. “Destes, 10 foram confirmados para influenza A H1N1 (pdm09), 4 confirmados para influenza A não subtipado e 9 casos foram confirmados para influenza B”, explica a nota.

Na semana passada, a Gazeta publicou que pelo menos dois colégios particulares da zona sul de São Paulo contabilizaram 34 casos de H1N1, também conhecida como influenza A, entre seus alunos: 30 no Colégio A. Einstein, em Interlagos, e quatro na Escola Pinheiro, no Jardim Primavera.

A data inicial da campanha estava prevista para o fim de abril, mas foi antecipada por causa da pandemia da Covid-9. A vacina da gripe não diminui o risco de contágio por coronavírus, mas, ao proteger a população mais vulnerável, se evita que o influenza sobrecarregue o sistema respiratório. A vacinação também desafoga pronto-socorros e hospitais do sistema público e privado, que vão ter menos pacientes com gripe.

 

Comentários

Tops da Gazeta