últimas notícias

Capital

Agentes da prefeitura lacram comércio na região da rua 25 de Março, centro do comércio popular da Capital
Agentes da prefeitura lacram comércio na região da rua 25 de Março, centro do comércio popular da Capital
Foto: DIVULGAÇÃO PREFEITURA

Prefeitura interdita 451 estabelecimentos não essenciais por descumprirem quarentena

Segundo a prefeitura, cerca de 2 mil agentes têm trabalhado na conscientização de ambulantes e comerciantes

A Prefeitura de São Paulo interditou 451 estabelecimentos não essenciais desde 20 de março por não acatarem a decisão de fechamento ao público para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus. O decreto suspende o atendimento presencial em estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços.

Segundo a prefeitura, cerca de 2 mil agentes têm trabalhado na conscientização de ambulantes e comerciantes em manterem os estabelecimentos fechados. Os mesmos serão desinterditados, ainda de acordo com a gestão municipal, após o cumprimento do decreto, caso não tenham sua licença de funcionamento cassada.

Entre as penalidades a quem descumprir o decreto estão multa, interdição imediata das atividades e, em caso de resistência, cassação do alvará de funcionamento ou TPU/Autorização Temporária.

Comentários

Tops da Gazeta