últimas notícias
Bruno Covas (PSDB), prefeito da cidade de São Paulo
Bruno Covas (PSDB), prefeito da cidade de São Paulo
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Bares e restaurantes devem reabrir a partir de segunda, diz Covas

De acordo com o prefeito, São Paulo deve passar para a fase 3 (laranja) do plano de flexibilização nesta sexta-feira (26)

Nesta quarta-feira (24), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que a reabertura de restaurantes e bares deverá acontecer a partir da próxima segunda-feira (29). A confirmação foi realizada durante uma transmissão ao vivo.

"Nesta sexta-feira (26), o governo do estado deve apresentar nova reclassificação das regiões e da cidade de São Paulo. A nossa expectativa é que a cidade de São Paulo entre na fase 3 [amarela], que permite a reabertura por seis horas por dia dos restaurantes na cidade de São Paulo", afirmou o prefeito em uma transmissão do Itaú BBA.

De acordo com Covas, “a expectativa é que, com essa reclassificação, a partir de segunda-feira, eles [bares e restaurantes] possam retomar atividade”.

Além de bares e restaurantes, a fase laranja do Plano São Paulo também permite a reabertura de salões de beleza e barbearias.

O governo acompanha a taxa de ocupação de leitos de UTI, leitos por 100 mil habitantes, variação de casos, variação de internação e variação de mortes para realizar a classificação dos municípios.

Com a probabilidade de uma reabertura, os estabelecimentos se anteciparam e já enviaram protocolos de funcionamento. Os documentos estão sendo analisados pela Comissão de Saúde.

PROTOCOLO.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) apresentou uma proposta de reabertura para a prefeitura. A redução na quantidade de cadeiras e o distanciamento de um metro entre cadeiras e dois metros entre mesas estão entre as especificações da associação.

A Abrasel também propôs que o estabelecimentos disponibilizem máscaras, luvas e álcool em gel aos funcionários e privilegiar atendimentos por reserva.

Comentários

Tops da Gazeta