últimas notícias
PF apreendeu peças de marfim em um dos endereços da operação
PF apreendeu peças de marfim em um dos endereços da operação
Foto: Divulgação/Polícia Federal

PF deflagra operação contra comércio ilegal de marfim

Onze mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Capital; investigações apontam que obras produzidas com o material eram vendidas em barracas da feira de antiguidades

Na manhã desta terça-feira (15), a Polícia Federal (PF) realizou uma operação contra o tráfico de partes de animais exóticos. Um dos focos da operação foi a comercialização ilegal de marfim, material extraído de dentes de elefantes. Onze mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Capital.

Os alvos foram lugares supostamente vinculados a pessoas que importaram, adquiriram ou comercializaram obras de arte feitas com marfim. De acordo com a PF, um homem foi preso por porte ilegal de armas e munição em um dos endereços.

Os agentes também encontraram duas carabinas que estavam com certificado de colecionador vencido desde 2012. As investigações apontam que os objetos e as obras produzidas com o material eram vendidos em barracas da feira de antiguidades realizada aos domingos, no vão livre do Masp, na Avenida Paulista.

A operação “Marfim” foi realizada em cooperação com a Polícia Ambiental do estado de São Paulo e o Ibama. Indícios prévios confirmando a existência da prática ilegal na feira já tinham sido realizados pela Coordenação de Inteligência de Fiscalização da Diretoria de Proteção Ambiental do Ibama.

Os investigados serão ouvidos a respeito das origens do marfim apreendido, segundo a polícia. Os objetos apreendidos serão encaminhados a um exame pericial e os suspeitos poderão responder por crimes de delito de contrabando ou receptação dolosa qualificada.

Comentários

Tops da Gazeta