últimas notícias
A sessão foi presidida pelo atual presidente da Câmara, vereador Milton Leite (DEM)
A sessão foi presidida pelo atual presidente da Câmara, vereador Milton Leite (DEM)
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Salário do prefeito da Capital terá aumento de 45%, de R$ 24 mil para R$ 35 mil

Se aprovado em segunda votação, reajuste passa a valer em 2022; parlamentares criticaram a decisão

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, em primeira votação realizada nesta segunda-feira (21), o aumento de mais de 45% nos salários do prefeito, do vice e dos secretários da Capital. O reajuste salarial deve valer a partir de 2022 e precisa ser aprovado em uma segunda votação, que ainda não tem data prevista para ocorrer.

Se aprovado o reajuste, o salário atual do prefeito, que é de R$ 24 mil, passará a cerca de R$ 35 mil. A sessão foi presidida pelo atual presidente da Câmara, vereador Milton Leite (DEM). Após a aprovação, alguns parlamentares criticaram a decisão por ter ocorrido na semana de Natal e após um ano de contingenciamento de gastos devido à pandemia de Covid-19.

Leia mais:

Bruno Covas é reeleito prefeito de São Paulo

Em nota, a Câmara de Vereadores disse que o projeto de lei votado trata da correção dos subsídios "do prefeito, vice-prefeito e secretários em patamar abaixo da inflação acumulada no período" dos últimos 8 anos.

"Desde a última correção, em 2012, a inflação acumulada chega a 63,11% pelo IPCA e 100,41% pelo IGP. Importante ressaltar ainda que a correção valerá apenas a partir de janeiro de 2022", diz a nota.

Comentários

Tops da Gazeta