últimas notícias
Tarzan espera por uma família em órgão da Prefeitura de São Paulo
Tarzan espera por uma família em órgão da Prefeitura de São Paulo
Foto: Luciana Kamida/Divulgação

Tarzan e 200 outros cães e gatos esperam por adoção em órgão da prefeitura

Apesar da maioria das famílias terem preferência pelos filhotes,coordenadora explica as vantagens em adotar um animal adulto

Mais de 200 cães e gatos aguardam por uma família na Coordenadoria da Saúde e Proteção do Animal Doméstico (Cosap), órgão da Prefeitura de São Paulo de proteção a animais de estimação. Entre os bichinhos está Tarzan, que chegou à Cosap em 2018 ainda filhote, com aproximadamente três meses de idade, e que apesar de ser muito forte e brincalhão ainda não conseguiu achar quem cuidasse dele de forma definitiva.

Segundo os profissionais da Cosap, Tarzan gosta de chamego, mas sem colo. O que ele mais aprecia é ficar livre, correndo de um lado para o outro. Por isso, o ideal é que este gatinho seja adotado por quem tem uma casa segura, onde ele possa ficar livre, sem o risco de fugir. Ele também convive bem com outros gatos.

Apesar da maioria das famílias que procuram a Cosap terem preferência pelos filhotes, a coordenadora da Cosap, Analy Xavier, afirma que são muitas as vantagens de adotar um animal adulto.

“A gente já sabe o tamanho que ele vai ficar. É diferente de se adotar um bebezinho fofo, pela empolgação, e ele cresce muito. Não tem como controlar isso. Além disso você já conhece o temperamento, já sabe exatamente como ele é, isso para a adoção é muito importante, para que seja compatível o perfil do adotante com o perfil do animal”, explica.

Como forma de incentivar a adoção de cães e gatos idosos que vivem hoje no Centro Municipal de Adoção, a Cosap lançou neste ano o cartão Cuida Bem - Idoso, uma ferramenta importante, criada para mudar a realidade e oferecer esperança a esta turminha especial com idade a partir de 8 anos.

Os animais adultos também fazem menos bagunça, destroem menos objetos, e são mais resistentes às doenças. “Fora a vantagem de você dar uma nova oportunidade para um animal que é negado e rejeitado, por já ser adulto. A forma como eles nos dá amor é tão gratificante, que eu diria que os adultos, e especialmente os mais velhos, são mais resilientes. É perceptível a retribuição e a gratidão que eles demonstram quando têm uma oportunidade com uma nova família”, disse Analy.

Como adotar
O processo para adotar o Tarzan e outros amigos continua na cidade, mas de forma virtual, por causa da pandemia da Covid-19. São mais de 200 animais (entre cães, gatos, cavalos e porcos) que ainda esperam por uma família, muitos deles há mais de 10anos. O processo de adoção é simples:

O primeiro passo é buscar o serviço “Adotar cães e gatos” no menu do Portal SP156. Ali mesmo está o link que dará acesso a galeria de imagens e informações de alguns animais disponíveis para adoção.

Em seguida, basta preencher um formulário online descrevendo, entre outras informações, o nome ou perfil do animal que deseja adotar. A equipe da Cosap irá avaliar as informações, com o objetivo de reduzir as chances de devolução dos animais. Se não for detectada nenhuma incompatibilidade, o processo de adoção prossegue, com o agendamento da visita para que o futuro tutor conheça o seu novo amigo.

No dia agendado para interação e possível conclusão do processo, o tutor deverá providenciar uma coleira, no caso de cães, ou uma caixa de transporte, para gatos, além do pagamento de taxa administrativa de R$ 25,50 por animal adotado.

O Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos está localizado à rua Santa Eulália, 86 – Portaria 2, no bairro de Santana. Enquanto a pandemia durar, o local receberá apenas essas visitas agendadas.

Comentários

Tops da Gazeta