últimas notícias
Enfermeira Mônica Calazans recebeu 2ª dose da vacina em 12 de fevereiro; ela foi, oficialmente, a 1ª pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 no Brasil
Enfermeira Mônica Calazans recebeu 2ª dose da vacina em 12 de fevereiro; ela foi, oficialmente, a 1ª pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 no Brasil
Foto: Divulgação/Governo de SP

Prefeitura de SP amplia vacinação a 5 novas categorias profissionais

Entre as categorias que passam a ter direito à vacina na Capital estão funcionários de cemitérios, do IML e de serviços de diagnóstico da Covid-19

A Prefeitura de São Paulo ampliou a vacinação contra a Covid-19 para cinco novas categorias profissionais que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus nesta quarta-feira.

Entre as categorias que passam a ter direito a serem vacinadas estão trabalhadores de cemitérios e do Instituto Médico Legal (IML), como condutores de veículos funerários, coveiros e cremadores. A vacinação foi ampliada também para funcionários dos serviços de diagnóstico da Covid-19, como testes RT PCR, SARS CoV2 e exames de imagem, além de funcionários de setores administrativos dos hospitais públicos da cidade.

Leia mais:

Os trabalhadores dessas categorias precisam apresentar documento de identificação pessoal com CPF, além de crachá, declaração da empresa ou atestando as atividades exercidas na cidade de São Paulo para receberem a imunização.

As cinco categorias contempladas pela prefeitura são:

•Equipes de serviços de ambulância que fazem transporte/remoção de pacientes com Covid-19;
•Trabalhadores de cemitérios públicos e privados
•Trabalhadores das equipes de IML
•Trabalhadores de serviços de diagnóstico que realizam coleta e análise de amostra de RT PCR, SARS CoV2 e exames de imagem (RX e tomografia);
•Trabalhadores da Saúde da Rede de Atenção à Saúde Municipal (Secretaria Municipal da Saúde, Coordenadorias Regionais de Saúde, e Supervisão Técnica de Saúde);
•Demais trabalhadores da saúde dos hospitais públicos municipais e estaduais da cidade, como setores administrativos ou de apoio aos serviços de saúde.

A vacinação ocorre em todas as UBSs da Capital, além de cinco postos drive-thru, localizados no estádio do Pacaembu, na Neo Química Arena, no Autódromo de Interlagos, no Anhembi e na Igreja Boas Novas, na Vila Prudente.

Um mês
O estado de São Paulo completou nesta quarta-feira um mês do início da vacinação contra a Covid-19. A imunização até agora foi dedicada a idosos acima de 85 anos, idosos que vivem em instituições, profissionais de saúde da linha de frente, indígenas e quilombolas. A vacinação da faixa etária entre 80 e 84 anos está prevista para começar em 1º de março.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, 1.679.711 doses haviam sido aplicadas até as 19h45 de terça-feira (16), sendo 1.463.311 aplicações de primeira dose e 216.615 de segunda dose.

O número de pessoas que recebeu a primeira dose da vacina representa 3,1% do total da população do Estado.

Comentários

Tops da Gazeta