últimas notícias
Pista de skate é inaugurada no Vale do Anhangabaú
Pista de skate é inaugurada no Vale do Anhangabaú
Foto: Leon Rodrigues/Secom

Prefeitura de SP abre área de skate no Vale do Anhangabaú

Área para skatistas faz parte do projeto de requalificação da região; obras no Anhangabaú sofrem com sucessivos atrasos

A Prefeitura de São Paulo anunciou a abertura no Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, um espaço dedicado à prática de skate. A liberação da pista faz parte da abertura gradual das obras de requalificação do Vale do Anhangabaú - trabalho que sofre com uma sequência de atrasos de entrega pela poder público.

De acordo com a gestão Bruno Covas (PSDB), a área reservada à prática do esporte faz parte do projeto de requalificação da região e foi idealizada em conjunto por SPUrbanismo, SPObras e pelos próprios skatistas que já praticavam o esporte nos bancos antes da revitalização.

Localizada perto do viaduto Santa Ifigênia, a pista de concreto tem 981,3 m² de área em formato de arquibancada e foi recoberta com granito rosa, material que revestia os antigos bancos da região. 

Ao lado da pista, também funcionará uma Central de Informação Turística (CIT) para atendimento ao público. O quiosque estará aberto todos os dias, das 9h às 18h, e sua operação será realizada pela SPTuris. A Guarda Civil Metropolitana (GCM) manterá efetivo no local.

Atrasos

A última atualização para a entrega da obra de revitalização do Vale do Anhangabaú era 31 de janeiro, o que não aconteceu em sua totalidade. A gestão Bruno Covas (PSDB) prometeu o trabalho pronto inicialmente para junho de 2020 e, depois, para 29 de dezembro do mesmo ano. No início de janeiro último, o Consórcio Central, responsável pela obra, pediu e teve a permissão finalizar o serviço até 31 de janeiro.

Em nota enviada à Gazeta, após contato da reportagem, a prefeitura afirmou que o Vale do Anhangabaú permanecerá fechado devido ao agravamento do número de casos de pessoas infectadas pela Covid-19. “A prorrogação do contrato foi necessária para dar continuidade à operação assistida”, finalizou a nota.

A obra, iniciada em maio de 2019, foi orçada inicialmente em R$ 80 milhões, mas já chegou aos R$ 105 milhões. Em dezembro passado, a Prefeitura de São Paulo homologou a concessão do Anhangabaú por R$ 6,5 milhões a um consórcio formado por duas empresas.

Comentários

Tops da Gazeta