últimas notícias
Em qualquer local, o público nas faixas etárias elegíveis para receber a vacina deve apresentar um documento de identificação
Em qualquer local, o público nas faixas etárias elegíveis para receber a vacina deve apresentar um documento de identificação
Foto: Divulgação/Governo do Estado

Secretaria da Saúde oferece postos volantes para vacinação da Covid

Além das 468 UBSs, a população também pode se imunizar em postos montados em locais estratégicos

Uma praça, uma igreja, um clube, shopping center, supermercados, farmácias em locais estratégicos, uma escola, um teatro ou até mesmo um equipamento público. A sociedade civil como um todo está mobilizada para colaborar com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) na ampliação da rede de postos de vacinação contra a Covid-19 na cidade de São Paulo.

A Capital conta com salas de vacinação em cada uma das 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e, em época de campanha, a rede de postos é reforçada. Para a imunização contra a Covid-19, três Centros-Escola, 17 SAEs (Serviços de Atenção Especializada) e cerca de 80 AMA/UBS Integradas também viraram postos de vacinação.

A parceria das seis Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) com a comunidade local, grandes redes de farmácias, como Droga Raia, Drogasil, Drogaria São Paulo, Extrafarma e Pague Menos, além de supermercados, colégios e igrejas possibilitou a abertura de mais de 120 pontos volantes de vacinação.

Todos os postos volantes funcionam das 8h às 17h e a maioria atende de segunda a sexta. Alguns, porém, só abrem aos sábados.

Estes postos volantes e farmácias funcionam como apoio e podem variar tanto em número quanto em locais, de acordo com a demanda da região, disponibilidade de doses e grupos a serem imunizados.
Os postos drive-thru foram desativados temporariamente, e serão reabertos com a retomada de novos grupos elegíveis para vacinação. No momento, a primeira dose da vacina está disponível para idosos entre 69 e 71 anos e profissionais da saúde a partir de 53 anos.

A SMS também iniciou a vacinação para pessoas em situação de rua cadastrados nos centros de acolhida, trabalhadores no atendimento a vulneráveis dos equipamentos públicos da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), e profissionais que atuam nos cemitérios públicos e privados da Capital.

Documentos e pré-cadastro
Em qualquer local, o público idoso nas faixas etárias elegíveis para receber a vacina deve apresentar um documento de identificação com data de nascimento e CPF.

A SMS recomenda que a ida aos locais de vacinação aconteça de maneira gradual, evitando aglomerações nos postos, e com o pré-cadastro no site Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br) preenchido, para agilizar o tempo de atendimento. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço completo, telefone e data de nascimento para concluir o cadastro.

Serviço
Vacinação contra a covid-19 na Capital:

468 Unidades Básicas de Saúde (UBS)
De segunda a sexta, das 7h às 19h
Postos volantes, farmácias e UBS
Das 8h às 17

AMAs/UBSs Integradas
De segunda a sábado, das 7h às 19h

17 SAEs (Serviço de Atenção Especializada)
De segunda a sexta, das 7h às 18h

Três centros-escolas
De segunda a sexta, das 8h às 17h
1. Centro-Escola Barra Funda - Av. Dr. Abrahão Ribeiro, 283, Bom Retiro
2. Centro-Escola Geraldo de Paula Souza - Av. Dr. Arnaldo, 925, Sumaré
3. Centro-Escola Samuel Barnsley Pessoa – Av. Vital Brasil, 1.490, Butantã

Comentários

Tops da Gazeta