últimas notícias
A prefeitura informou que o estacionamento do Mercado da Lapa não será fechado pela concessão da área
A prefeitura informou que o estacionamento do Mercado da Lapa não será fechado pela concessão da área
Foto: Ettore Chiereguini/Gazeta de S Paulo

Estacionamento do Mercado da Lapa não será fechado, garante prefeitura

Após anunciar concessão de área abaixado do Viaduto da Lapa, gestão municipal afirma que estacionamento do mercado vai permanecer aberto

A Prefeitura de São Paulo informou que o estacionamento do Mercado da Lapa, na zona oeste da Capital, não será fechado pela concessão do espaço abaixo do Viaduto da Lapa para a iniciativa privada, anunciada pela gestão municipal na última semana.

“A Prefeitura de São Paulo, por meio da Subprefeitura Lapa, informa que o estacionamento do Mercado Municipal da Lapa é de responsabilidade da Associação de Permissionários do estabelecimento e não faz parte da área de concessão. O estacionamento não será desativado e está em uso para os frequentadores do local”, informou a Secretaria Municipal das Subprefeituras, após questionamento da Gazeta.

Em junho de 2019, quando a prefeitura lançou a proposta de concessão dos serviços abaixo de três viadutos da zona oeste, incluindo o da Lapa, a reportagem da Gazeta foi aos locais para saber a opinião dos comerciantes, moradores e frequentadores da região sobre a possibilidade.

Macaque in the trees
viaduto Lapa - Ettore Chiereguini/Gazeta de S Paulo

Em linhas gerais as pessoas ouvidas concordaram com a concessão, mas permissionários e funcionários do Mercado da Lapa se mostraram receosos sobre o fechamento do estacionamento, administrado pelos permissionários e que fica abaixo do viaduto.

"Eu sou a favor da revitalização. A minha preocupação é justamente desocupar essa parte de estacionamento para fazer outra coisa e o cliente do mercado não ter um espaço para parar o carro. Este é um estacionamento administrado pela associação do mercado e é relativamente barato", disse Luiz Rodolfo Dalmas, que trabalhava até então em um box do Mercado da Lapa havia 24 anos.

A concessão
O Consórcio Viva a Lapa venceu a licitação realizada pela Prefeitura de São Paulo para explorar pelos próximos 10 anos as áreas nos baixos e adjacências do Viaduto da Lapa, na zona oeste da Capital, anunciou a gestão municipal na semana passada. O valor de outorga pago pela vencedora será de R$15,8 mil, além de um aluguel de R$ 1,5 mil mensal.

O espaço fica próximo ao Mercado da Lapa e de duas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e, por isso, costuma ficar bem movimentado durante todo o dia.

Macaque in the trees
Viaduto Lapa - Ettore Chiereguini/Gazeta de S Paulo

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, o principal objetivo da concessão é ativar o espaço público sob o viaduto, com atividades gratuitas de cultura, esporte e lazer. Além disso, há também o plano de instalar equipamentos esportivos, recreativos e culturais. O Consórcio Viva a Lapa pagará ao município R$1.500 por mês de aluguel e poderá explorar comercialmente a área, com a locação de espaços.

Entre as obrigações da concessionária estão a varrição, limpeza, zeladoria das áreas verdes, iluminação, segurança e a implantação de pelo menos 13 câmeras de segurança, sanitários, mobiliário urbano com bancos e mesas, instalação de equipamentos esportivos, infantis e de exercícios físicos, paraciclos, Wi-Fi, tomadas e sistema de drenagem na Toca da Onça.

Macaque in the trees
Toca da Onça liga a rua a estações da CPTM, na Lapa, zona oeste de São Paulo - Ettore Chiereguini/Gazeta de S Paulo

A Toca da Onça é um túnel com aproximadamente 70 metros de extensão que liga as ruas John Harrison e William Speers, trecho inteiramente abaixo das linhas 7 (sete) e 8 (oito) de trem da CPTM. Segundo a gestão municipal, o projeto representa investimentos de mais de R$ 7 milhões em benefícios para a cidade.

Além do Viaduto da Lapa, a prefeitura iniciou o projeto com o Viaduto Pompeia e o Viaduto Antártica, também na zona oeste.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta