últimas notícias
Estação Jabaquara, da Linha 1-Azul, fechada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira
Estação Jabaquara, da Linha 1-Azul, fechada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira
Foto: Vinicius Passarelli/CBN-SP

Metroviários de São Paulo aceitam proposta do TRT e suspendem greve

Trabalhadores devem retornar ao trabalho imediatamente; paralisação gerou confusão e aglomeração nas estações

Os metroviários de São Paulo, em greve desde a 0h de quarta-feira, decidiram em assembleia no final da noite aceitar a proposta de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região, rejeitar a proposta da Companhia do Metropolitano (Metrô) e suspender a paralisação. Os trabalhadores do Metrô deverão retornar ao trabalho imediatamente.

A proposta do TRT foi apresentada na tarde desta quarta-feira em uma audiência de conciliação virtual realizada pelo tribunal, com a participação de representantes do Metrô e dos empregados. Entre outros itens, o TRT propôs reajuste salarial, no vale-refeição e no vale-alimentação, de 7,79%; e o pagamento de abono salarial, a ser pago em 31 de março de 2022, equivalente ao piso normativo da categoria dos metroviários vigente em março de 2022 para todos os empregados.

O Metrô não aceitou a proposta do TRT e fez uma nova sugestão, rejeitada na noite de hoje pelos metroviários. Dos 3.274 participantes da assembleia da categoria, 3.064 (93,5%) aprovaram a proposta do TRT, 2.633 (80,4%) rejeitaram a do Metrô e 2.488 (75,9%) concordaram com a suspensão da greve.

Comentários

Tops da Gazeta