últimas notícias
Viaduto Gazeta do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, com uma rachadura dificultando o tráfego
Viaduto Gazeta do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, com uma rachadura dificultando o tráfego
Foto: Ettore Chiereguini/Gazeta de S.Paulo

Cidade de SP retoma manutenção de pontes e viadutos após 8 meses

Previsão da gestão municipal é a de investir R$ 67,8 milhões na recuperação dessas estruturas durante 2021; veja quais estão em obras

A Prefeitura de São Paulo retomou neste mês a manutenção de pontes e viadutos na Capital, que estava parada desde setembro do ano passado. A previsão da gestão municipal é a de investir R$ 67,8 milhões na recuperação dessas estruturas em 2021.

Neste momento, estão em obras o viaduto da Marginal do Pinheiros, na altura do Parque Villa-Lobos (que cedeu em novembro de 2018 e neste momento recebe obras complementares de recuperação), o viaduto Gazeta do Ipiranga e o viaduto da avenida dos Tajurás, junto ao túnel Jânio Quadros.

Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb), ainda neste mês terão início as obras para troca das juntas de dilatação do pontilhão entre a Marginal Tietê e a avenida José Maria de Faria, com ações gerenciadas pela SPObras.

A reportagem da Gazeta foi viaduto Gazeta do Ipiranga, na zona sul da cidade, nesta semana, e pôde ver um enorme vão no meio do viaduto, parcialmente aberto, o que leva risco a pedestres, ciclistas e motoristas. Cones destacavam o setor em que havia o vão na pista.

A estrutura deve permanecer parcialmente interditada até a próxima segunda-feira (24), para a troca das juntas de dilatação coordenada. O viaduto faz a ligação da rua das Juntas Provisórias com a avenida do Estado.

“O cadastro da secretaria conta com 167 pontes e viadutos que passam anualmente por inspeções visuais, esse número está em constante atualização. Para esse ano, a previsão é investir R$ 67,8 milhões na recuperação de pontes e viadutos”, explica a Siurb, em nota, após contato da Gazeta.

Mudança após acidente

Após o viaduto da Marginal Pinheiros, na altura do Parque Villa Lobos, ceder em novembro de 2018 e ser reaberto para o tráfego quatro meses depois, a Prefeitura de São Paulo intensificou o Programa de Manutenção de Pontes e Viadutos.

Desde então, segundo a gestão municipal, foram concluídas intervenções emergenciais nas pontes da Casa Verde, Freguesia do Ó, Dutra, Limão, Jânio Quadros, Jaguaré (incêndio e junta central), Cidade Jardim, Pontilhão Itaim, além dos viadutos da Marginal de Pinheiros, Miguel Mofarrej, Alcântara Machado, Arapuã, Evaristo Comolatti, pontilhão do Córrego Três Pontes, retirada da passarela entre as pistas do Viaduto Pacaembu, remoção da passarela Dr. José Granadeiro Guimarães e substituição da viga na passagem sob a Praça Roosevelt.

Dentro do programa também foram executados os serviços de troca de juntas de dilatação dos viadutos Jacu Pêssego, República da Armênia, Ladeira do Xisto, Raimundo Pereira de Magalhães, Domingos Franciulli Netto, Deputado Luis Eduardo Magalhães, Ponte do Piqueri, Ponte João Dias e Complexo Viário Escola de Engenharia Mackenzie. Além das obras de recuperação da passarela Dr. José Granadeiro Guimarães e da passarela entre a avenida Washington Luiz e rua Vieira de Moraes. Outras 19 manutenções preventivas também foram concluídas.

A Siurb ainda informa que concluiu sete licitações para a inspeção técnica de 107 pontes e viadutos, que estão em andamento.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta