últimas notícias
Mulher (muito corajosa) se deita no mirante para observar a paisagem.
Mulher (muito corajosa) se deita no mirante para observar a paisagem.
Foto: Facebook/Passeio Kids

Mirante de vidro é instalado no 42º andar de prédio no Centro

Os decks de vidro avançam 1,5 metro para fora do prédio e criam duas redomas que fazem com que você pise no "vazio"

A capital paulistana ganha uma nova atração turística para quem deseja conhecer a cidade do alto — e não tem medo de altura. No 42º andar do edifício Mirante do Vale, o arranha-céu mais alto de São Paulo, localizado na região central da cidade, o Sampa Sky propõe aos visitantes que experimentem a sensação de "flutuar" em decks de vidro, instalados a 150 metros de altura do chão.

Com a inauguração marcada para este domingo (8), a iniciativa turística é uma promessa, sobretudo, instragamável. Antes mesmo de abrir as portas, quase 180 mil seguidores já somam os números de seguidores da página oficial da atração no Instagram.

Os decks de vidro avançam 1,5 metro para fora do prédio e criam duas redomas que fazem com que você pise no "vazio", que na verdade são pisos de material transparente.

Quando se olha para os pés — ou aponta a câmera do celular para o chão —, é como se pisasse em cima de grandes monumentos do Centro de São Paulo, como o histórico Viaduto do Chá, no Vale do Anhangabaú.

Nas laterais, outros prédios, que servem como cartão postal da cidade, compõem o cenário do horizonte amplo. Quem olha para um dos lados, dá de cara com o Edifício Martinelli, o primeiro arranha-céu de São Paulo, aberto em 1929, com sua estrutura arquitetônica fascinante.

Ao lado dele, está o Edifício Altino Arantes, conhecido popularmente como Farol Santander ou Banespão, que à noite é iluminado pela cor vermelha e amarela.

*Do UOL, por Gustavo Frank

Comentários

Tops da Gazeta