últimas notícias
Tomás Covas recebeu o Título de Cidadão Paulistano para Bruno Covas
Tomás Covas recebeu o Título de Cidadão Paulistano para Bruno Covas
Foto: Divulgação/Marcelo Messias

Bruno Covas recebe homenagem na Câmara de SP um ano após ser eleito prefeito

Covas recebeu de forma póstuma o Título de Cidadão Paulistano, por iniciativa do vereador Marcelo Messias (MDB); filho Tomás recebeu a homenagem

O ex-prefeito Bruno Covas (PSDB), que morreu em 16 de maio último por complicações de um câncer no sistema digestivo, recebeu de forma póstuma nesta segunda-feira (29) o Título de Cidadão Paulistano. A homenagem foi entregue na Câmara Municipal de São Paulo ao seu único filho, Tomás Covas, de 16 anos. A iniciativa da celebração foi do vereador Marcelo Messias (MDB).

O evento contou com a presença do irmão do ex-prefeito, Gustavo Covas, do governador João Doria (PSDB), do prefeito Ricardo Nunes (MDB) e do presidente da Câmara Municipal, Milton Leite (DEM). Outras lideranças políticas também estiveram no ato solene.

Bruno Covas nasceu na cidade de Santos, em 7 de abril de 1980, mas veio viver na Capital ainda na adolescência, para acompanhar o avô, o ex-governador Mário Covas, onde deu os primeiros passos na política partidária.

Ele, porém, costumava ir para Santos, inclusive para acompanhar o Santos Futebol Clube, instituição pela qual se manteve apaixonado por toda a vida.

A homenagem ocorreu exatamente um ano depois do segundo turno das eleições de 2020, quando Covas foi eleito prefeito da Capital. Antes, ele exercia o cargo de prefeito desde 2018, quando Doria, então titular do cargo, renunciou ao cargo para concorrer ao governo paulista. O tucano também foi deputado estadual, deputado federal e secretário do Meio Ambiente do governo estadual.

Durante a cerimônia deste segunda, Tomás Covas agradeceu pela homenagem e relembrou o aniversário de um ano da eleição de Covas à prefeitura da Capital.

“Momento muito especial, principalmente hoje, que faz exatamente um ano da nossa vitória, na maior eleição que ele participou. Foi uma eleição muito linda. Esse título é muito justo para ele. Mesmo sendo de Santos, ele adorava São Paulo. São Paulo era realmente a casa dele”, disse o jovem, em entrevista ao portal da Câmara paulistana.

Por sua vez, o governador João Doria destacou a importância da oficializar o Título de Cidadão Paulistano ao político. “Bruno, de fato, já era cidadão paulistano. E, a partir de agora, é de direito. São Paulo, ao lado de Santos, foi a cidade do seu coração”.

Já o prefeito Ricardo Nunes, que tomou posse após a morte de Covas, relembrou o perfil equilibrado do ex-titular do executivo paulistano.” Infelizmente, perdemos ele tão novo, com 41 anos. Mas fica o exemplo de um bom político, com aquela frase dele muito famosa: ‘É possível fazer política sem ódio’”.

Para o vereador Marcelo Messias, a homenagem póstuma tem o intuito de valorizar as ações realizadas por Covas.

“Aqueles que acompanharam sua enriquecedora e breve carreira pública conhecem a paixão que ele tinha pela política, herdada de Mário Covas, seu avô e governador na época em que, ainda estudante, saiu de Santos em 1995 e veio morar na Capital”, lembrou Messias em contato com a reportagem da Gazeta.

"Mesmo precisando cuidar da sua saúde, Bruno não abriu mão de cuidar dos paulistanos. É com muita admiração e saudade que homenageio o grande homem e cidadão”, completou o vereador.

O presidente do diretório municipal do PSDB em São Paulo, Fernando Alfredo, agradeceu a Messias pela homenagem e destacou a trajetória de Covas.

“É um reconhecimento da cidade de São Paulo por tudo aquilo que o Bruno fez por ela, desde que foi deputado estadual, deputado federal, secretário do Meio Ambiente e prefeito. Para nós do PSDB é um motivo de orgulho de poder receber e dar essa homenagem ao grande Bruno Covas”, disse ele à Gazeta.

Comentários

Tops da Gazeta