Publicidade

X
Capital

Polícia investiga falso terapeuta por abuso

Publicidade

A Polícia Civil de São Paulo investiga denúncia de que um massagista popular em redes sociais teria abusado sexualmente de ao menos duas pacientes durante consultas. O caso é apurado pela 3ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), no Butantã.

O inquérito foi instaurado na semana passada, e uma suposta vítima e uma testemunha prestaram depoimento na última segunda-feira.

Nelson Lemoine, 28, somou 20,7 mil seguidores no Instagram até apagar a conta após a publicação online desta reportagem, e citava diplomas de entidades que negam ter emitido certificação para ele.

Na página, compartilhava selfies, fotos de pacientes e registros com celebridades e artistas. Ele se apresenta como criador de uma técnica intitulada "body alignment" (alinhamento corporal) e promete aliviar dores, tensões musculares e melhorar a postura. Lemoine atende na Clinique de L'avenir, no Morumbi, zona oeste.

Foi uma atriz que, conforme mensagens, alertou os então sócios de Lemoine de condutas inadequadas do massagista, em abril deste ano. Ela escreveu na ocasião que não se sentiu à vontade durante a consulta e que ele se mostrou "machista e sem noção".

Além disso, relatou que, após compartilhar uma foto com Lemoine em uma rede social, foi alertada por fãs de que o homem tinha histórico de agressão contra mulheres.

(FP)

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Auxílio Brasil

Bolsonaro regulamenta empréstimo do Auxílio Brasil sem definir limite de juros

Governo já havia estabelecido que os beneficiários poderão comprometer, no máximo, 40% do valor do benefício

Desemprego

Taxa de desemprego tem queda em 22 estados no segundo trimestre

Em São Paulo, estado mais populoso do país, a taxa de desemprego recuou de 10,8% para 9,2%

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software