Publicidade

X
APÓS DISCUSSÃO NA CÂMARA

Vereadora de SP diz ter sido agredida e ter tido peruca pisoteada por colega

Cris Monteiro registrou BO contra Janaína Lima, ambas do Novo, após suposta agressão no banheiro da Câmara Municipal; Janaína diz que só se defendeu

Publicidade

A vereadora Cris Monteiro (Novo) mostra marcas de uma suposta agressão da colega de partido Janaína Lima / Divulgação

A vereadora Cris Monteiro (Novo) registrou um boletim de ocorrência contra Janaína Lima (Novo) após uma suposta briga no banheiro da Câmara Municipal de São Paulo, na noite de quarta-feira (10), durante a votação da reforma da Previdência.

O motivo da briga entre as vereadoras teria sido por um desentendimento pelo tempo de fala que cada uma teria.

Na manhã desta quinta-feira, Cris Monteiro foi até uma delegacia, onde realizou o exame de corpo de delito.

De acordo com a assessoria de Cris Monteiro, Cris foi empurrada contra a parede e agarrada pelo pescoço, até cair no chão do banheiro da casa legislativa.

"A vereadora Cris Monteiro, de 60 anos, foi agredida pela vereadora Janaína Lima, do mesmo partido, no banheiro ao lado do plenário na Câmara Municipal de São Paulo, no início da noite de ontem. Durante uma discussão entre as parlamentares, ambas saíram do plenário e entraram no banheiro. Dentro do espaço, durante acalorada discussão, Cris foi empurrada contra a parede e agarrada pelo pescoço, até cair no chão", informou o gabinete da parlamentar, em nota.

Ainda segundo a nota, Cris está com marcas roxas evidentes no pescoço, machucou o joelho na queda e teve escoriações. Ela também teria tido a peruca pisoteada pela colega - a vereadora tem alopecia, uma condição que causa queda de pelos no corpo. "Cris, que tem alopecia, teve sua peruca arrancada e pisoteada por Janaina", anunciou sua assessoria. 

"Cris foi socorrida por uma GCM e uma assessora parlamentar. A porta do banheiro precisou ser arrombada. Janaína saiu do banheiro e, em seguida, fez um discurso de meia hora no púlpito do plenário, sem prestar atendimento a Cris Monteiro".

Versão de Janaína Lima

Contatada pela Gazeta, a assessoria de Janaína Lima disse que a parlamentar também está fazendo um boletim de ocorrência e que deve se posicionar mais tarde.

Pelas redes sociais, a vereadora disse que foi coagida e agredida pela colega, e que teria agido em legítima defesa. Veja o texto (foi mantida a grafia original):

"Fui coagida e agredida por uma colega. As agressões começaram no plenário, como mostra o vídeo. Em todo momento agi em legítima defesa. As acusações de enforcamento são falsas. Fiz BO e as provas já estão com a polícia. Estou à disposição p/ esclarecer os fatos".

Ela também mostrou marcas de agressões pelo corpo que teriam sido causadas por Cris Monteiro.

Leia a nota do gabinete de Cris Monteiro na íntegra:

"Sobre o episódio ocorrido nesta quarta-feira, 10 de novembro, a equipe do gabinete da vereadora Cris Monteiro (Novo) informa que:

1) A vereadora Cris Monteiro (Novo), de 60 anos, foi agredida pela vereadora Janaína Lima, do mesmo partido, no banheiro ao lado do plenário na Câmara Municipal de São Paulo, no início da noite de ontem. Durante uma discussão entre as parlamentares, ambas saíram do plenário e entraram no banheiro. Dentro do espaço, durante acalorada discussão, Cris foi empurrada contra a parede e agarrada pelo pescoço, até cair no chão.

2) Cris Monteiro registrou boletim de ocorrência e realizou exame de corpo de delito na manhã desta quinta-feira (11/11). Ela está com marcas roxas evidentes no pescoço, machucou o joelho na queda e teve escoriações. Cris, que tem alopecia, teve sua peruca arrancada e pisoteada por Janaina.

3) O motivo da discussão que culminou em agressão foi um desentendimento sobre o tempo de fala sobre a reforma da previdência municipal, projeto que estava em votação ontem em plenário.

4) A Procuradoria da Câmara abriu procedimento de investigação interna para apurar o episódio. Cris foi socorrida por uma GCM e uma assessora parlamentar. A porta do banheiro precisou ser arrombada. Janaína saiu do banheiro e, em seguida, fez um discurso de meia hora no púlpito do plenário, sem prestar
atendimento a Cris Monteiro.

5) Cris ficou extremamente abalada com o ocorrido e está se recuperando. Cris Monteiro é relatora da CPI que investiga a violência contra pessoas Trans na Câmara e é conhecida por seu caráter democrático e de diálogo franco e aberto"

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Tríplex de Guarujá atribuído a Lula será sorteado na internet neste sábado (28)

O empresário Fernando Gontijo arrematou o imóvel por R$ 2,2 milhões em leilão da Lava Jato em 2018 e decidiu sorteá-lo por meio da plataforma Pancadão de Prêmios

LUTO

Ray Liotta, ator de 'Os Bons Companheiros', morre aos 67 anos

Artista é considerado um dos maiores atores de sua época

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software