Publicidade

X
Histórico

O Primeiro Clube Social e Recreativo de Porto Feliz

Documentos antigos registram que os primeiros movimentos para a fundação de um Clube ocorreram no ano de 1917, em reuniões realizadas no imponente prédio que abrigava o Grupo Escolar Cel Esmédio

Publicidade

Primeiro Clube Social e Recreativo de Porto Feliz / Professor Carlos Carvalho Cavalheiro

A foto mostra o prédio onde funcionou, por muitos anos, o primeiro clube social e recreativo do Município de Porto Feliz. Os documentos antigos registram que os primeiros movimentos para a fundação de um Clube Recreativo no Município de Porto Feliz ocorreram no ano de 1917, em reuniões realizadas no imponente prédio que abrigava o Grupo Escolar Cel Esmédio.

A ideia era a criação de uma entidade social voltada para a realização de reuniões literárias, além dos costumeiros saraus dançantes e musicais. Diversos porto-felicenses ilustres participaram dessas memoráveis reuniões, destacando-se os inesquecíveis e brilhantes professores Júlio de Oliveira, Roque Plínio de Carvalho e Antônio Severiano de Oliveira.

No dia 19 de julho de 1917 esses devotados homens públicos alugaram, por conta própria, uma casa para a qual providenciaram luz e mesas de ping-pong, damas e xadrez. Feito isso sairam em busca de adesões, surgindo, então, os primeiros associados colaboradores, entre os quais destacamos o médico Dr. José Sacramento e Silva, o farmacêutico Aristides Torres e os professores José Arymathéa Machado e Pedro Fernandes de Camargo.

O quadro associativo foi ainda reforçado com as valorosas adesões dos senhores Alfredo Silva, José Manoel Antunes, Antônio Gonzaga de Campos Leite, José Elias Habice, Nicanor Pompílio de Lima, José Marcelino Antunes, Frederico Brand, José Esmédio Filho, Humberto Pelegrini, Napoleão Albiero, Benedito Maurino, José Martins Bastos, Boanerges Albuquerque, Bruno Guilharducci, Luiz de Barros Pinheiro, Antônio Gibim, Elias Tauhyl, Luiz Teixeira de Carvalho, Nathálio Pires, Joaquim Pinto, Benedito Lisboa e Jacinto Magnatti.

Alugado o prédio e com as adesões dos cidadãos mencionados, a Comissão Fundadora realizou a primeira assembléia geral da entidade no dia 05 de agosto de 1917, durante a qual foi oficialmente realizada a fundação do “Clube Recreativo Progresso de Porto Feliz”. Abertos os trabalhos procedeu-se à eleição da primeira diretoria do clube, que ficou assim constituída: Presidente Professor Júlio de Oliveira; Vice-Presidente Dr. José Sacramento e Silva; Secretários Professores Antônio Severiano e Roque Plínio de Carvalho; Orador Professor José Arymathéa Machado; Procurador José Manoel Antunes, que, posteriormente, passou o cargo ao Sr. José Elias Habice.

Em 1934, sob a presidência do senhor João Portela Sobrinho, o Clube Recreativo Progresso adquiriu o terreno e construiu a sua sede social, considerada, na época, uma das melhores do Estado de São Paulo. A sede social ficava na esquina da Rua José Bonifácio com a Praça Dr. José Sacramento e Silva. Nesse belo espaço reservado à distração e à arte - o primeiro da cidade de Porto Feliz -, foram realizados centenas de espetáculos artísticos envolvendo expoentes das artes no Brasil e no exterior, com destaque para a Orquestra Espanhola "Casino de Sevilla" e para o cantor Nelson Gonçalves.

No início da década de 1950, o então Clube Recreativo Progresso teve a sua denominação alterada para Clube Recreativo Familiar. Nos primeiros anos da década de 1940 também foi fundado em Porto Feliz um clube recreativo com a denominação de Bandeirante Clube, cuja extinção ocorreu no dia 20 de outubro de 1967. Na década de 1990 o Clube Recreativo Familiar também encerrou definitivamente as suas atividades passando, então, o Município de Porto Feliz, a contar com apenas uma entidade de entretenimento e recreação que é o Porto Feliz Tênis Clube. Salve Terra das Monções / Tua gente varonil / Honrará tuas tradições / E a grandeza do Brasil! 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

VIOLÊNCIA E SEGURANÇA

Vale do Paraíba concentra quatro das seis cidades com maior taxa de homicídios e SP

A Secretaria de Segurança Pública divulgou dados sobre o cenário de criminalidade na Região

ELEIÇÕES 2022

Lula tem 43% contra 30% de Bolsonaro no estado de São Paulo, diz Datafolha

Em relação ao total do país, o petista tem menos eleitores em São Paulo

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software