Publicidade

X
Enfermidade emocional

Saiba como identificar sinais de estresse e ansiedade em pets

A Associação de Apoio à Saúde Animal e à Veterinária partilha dicas de como identificar sinais dessas doenças nos animais de companhia

Publicidade

Cães e gatos também sofrem com estresse e ansiedade. / Divulgação

Não é só o ser humano que sofre de estresse. Cães e gatos também! Estresse em pets é enfermidade emocional comum que, infelizmente, causa reações no comportamento e no físico. As causas comuns do estresse animal são: mudança de ambientes, de hábitos, separação dos donos ou de outros animais de convivência, novo animal na casa, barulhos altos, viagens longas, ociosidade, ficar muito tempo sozinho etc

Diagnóstico rápido é fundamental para tratamento eficaz e minimizar as situações causadoras. A Associação de Apoio à Saúde Animal e à Veterinária (PDSA) partilha dicas de como identificar sinais de estresse e ansiedade nos animais de companhia.

Em cães: falta de apetite ou comer de forma exagerada e compulsiva, bocejos, lambedura em excesso das patas, lábios, nariz, dobrar a cauda, tensão no corpo, se esconder ou se afastar, fazer as necessidades em lugares estranhos, comportamento indesejável ou destrutivo (nervosismo generalizado), dificuldade pra se concentrar, ofegar em situações que deveria estar tranqüilo, emissão de sons de tristeza e lamentações, dentre outros.

Em gatos: tensão no corpo, inchaço na cauda, arqueamento das costas, cistite, se esconder, comer menos ou de forma exagerada, receio em usar a caixa de areia, isolar-se, agressividade, miar excessivo etc.

A PDSA identificou três áreas-chave para reduzir o estresse: tempo de qualidade, criação de um espaço seguro e manutenção de rotina consistente.

Portanto, para solucionar o estresse e ansiedade do seu bichano, leve-o para prática de exercícios regulares, dê atenção a ele, escove-o, acaricie-o, brinque fora de casa com ele, introduza atividades que estimulem a mente e a cognição, acostume-o com pequenas separações ao dia (saia por poucos minutos e volte), deixe brinquedos interessantes com ele, como bolinhas com um furo, onde você pode deixar um petisco dentro. Há alimentos que ajudam no combate ao estresse, procure seu veterinário e se informe.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Nicolas Vlavianos, que criou esculturas no Arouche e na Sé, morre aos 93 anos

Segundo sua filha, Myrine Vlavianos, o artista passou os últimos seis meses entre idas e vindas do hospital

Saúde

Anvisa determina recolhimento do remédio 'Losartana', usado para tratar hipertensão

Produtos devem ser retirados das farmácias em até 120 dias

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software