X

POLÍTICA

Ainda há muito o que fazer por São Paulo em 2024

A fiscalização rigorosa do Poder Executivo estadual é fundamental para assegurar que as políticas implementadas beneficiem os 645 municípios de São Paulo

Marina Helou

Publicado em 18/12/2023 às 17:33

Atualizado em 18/12/2023 às 17:37

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A deputada estadual Marina Helou (Rede) / Iury Carvalho/Divulgação

Com o ano de 2023 chegando ao fim, não posso deixar de refletir sobre os desafios políticos que marcaram este período. Passamos por uma transição tanto no governo estadual quanto no federal. Foi um ano de intensa mudança e reparo nos retrocessos deixados pela administração federal anterior, como os altos  índices de desmatamento e os cortes no financiamento de políticas públicas para as mulheres. No cenário paulista, a situação se mostrou igualmente desafiadora com a discussão de projetos polêmicos na Alesp, como a privatização da Sabesp e alguns retrocessos no Executivo, como o esvaziamento da pasta de Mulheres.

No meu mandato, tentamos fazer uma política diferente e priorizamos ações que tenham reflexos diretamente na vida dos cidadãos. Em 2023 alcançamos bons resultados. Conseguimos avanços significativos na segurança das mulheres, como a aprovação do protocolo ‘Não se Cale’. Além disso, tivemos oito leis sancionadas. Destaco a Lei nº 17.806, de Gerenciamento Adequado de Resíduos Sólidos, que reconhece a importância dos catadores em grandes eventos. Outros exemplos são a Política de Prevenção de Mortes Violentas de Crianças e Adolescentes e a norma que prevê o fornecimento de remédios à base de Canabidiol, da qual tenho a honra de ser coautora. Essas conquistas trazem o esforço contínuo em legislar com responsabilidade. 

Apenas com diálogo, participação e transparência conseguimos fazer a política na qual eu acredito. Unir sociedade civil, poder público e especialistas para discutir políticas públicas para a primeira infância e para o meio ambiente nos fizeram alcançar grandes conquistas. Este ano, fortalecemos o nosso compromisso com participação ao relançar duas frentes parlamentares focadas nestes temas. 

2023 também foi marcado pela importância da mobilização popular nas decisões sobre o destino do dinheiro público. Mais de 100  mil pessoas participaram ativamente e escolheram para onde seriam destinados R$3 milhões das minhas emendas parlamentares. Esta é a verdadeira essência da boa política, com contribuição da sociedade para moldar o presente e o futuro.

No ano que vem, teremos uma super oportunidade com as eleições municipais. É hora de pressionarmos os candidatos para que deixem de lado a discussão de temas vazios e polêmicos para mostrar de fato uma agenda focada em melhorar a vida das pessoas. Enquanto isso, no meu papel de deputada estadual, manterei meu compromisso com a fiscalização rigorosa do Poder Executivo estadual. Esta ação é fundamental para assegurar que as políticas implementadas beneficiem os 645 municípios de São Paulo. 

Que 2024 seja um ano de ação concreta, de diálogo construtivo e de respeito às necessidades da população. Espero que seja um ciclo marcado por avanços significativos na preservação do meio ambiente, na justiça social e na construção de um futuro sustentável. O desafio é grande, mas acredito na força da democracia e na capacidade de transformação que só é possível com a participação ativa de todos. Por isso, me comprometo a seguir incansavelmente nesta luta para representar a população paulista. Vamos adiante, ainda há muito o que fazer por São Paulo. 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Técnica Feynman

Aprenda a estudar de maneira rápida e eficiente para o ENEM

Veja as dicas que a Gazeta preparou para você estudar e ir bem na prova

DO PL

Deputada de SP quer que ladrão de celular fique até 15 anos preso

Segundo Rosana Valle, a proposta é fundamental para inibir a ação de bandidos, além de assegurar que criminosos sejam realmente presos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter